Scott McLaughlin 500 Milhas de Indianapolis
Automobilismo Fórmula 1

500 Milhas de Indianapolis: Scott McLaughlin conquista a pole em dia dramático

O neozelandês Scott McLaughlin, da Penske, é o pole position para a 500 Milhas de Indianapolis. Com uma média de 234.220 mph, McLaughlin conquistou a pole mais rápida da história da Indy 500.

A primeira fila das 500 Milhas será completada pelos outros dois pilotos da Penske, Will Power e Josef Newgarden. Power obteve uma média de 233.917 mph, e Newgarden teve uma média de 233.808 mph. A Penske dominou tanto o Fast 12 quanto o Fast 6, demonstrando ter o carro mais rápido até o momento. Alexander Rossi abre a segunda fila e largará em 4º após um bom desempenho, que lhe rendeu uma média de 233.090 mph.

Destaque para Kyle Larson, piloto da NASCAR que está correndo pela McLaren Hendrick, que largará em 5º após obter uma média de 232.846 mph, sendo o melhor novato na classificação. Após terminar a classificação, Larson foi para North Wilkesboro para disputar o All-Star Race da NASCAR Cup Series. Santino Ferrucci fecha a segunda fila com a 6ª melhor média, obtendo 232.692 mph.

O Fast 12, que antecedeu o Fast 6, teve Rinus Veekay em 7º, com uma média de 232.610 mph, abrindo a terceira fila. Completam a fila Pato O’Ward, que obteve uma média de 232.584 mph, e Felix Rosenqvist, que ficou com uma média de 232.305 mph. A quarta fila terá Takuma Sato, que conquistou uma média de 232.171 mph, Kyle Kirkwood, que ficou com uma média de 230.993 mph, e Ryan Hunter-Reay, que fechou o Fast 12 com 230.567 mph.

Siegel é eliminado em Bump Day das 500 Milhas marcado por drama e erro de Ericsson

Nolan Siegel foi eliminado da disputa das 500 Milhas de Indianápolis após o Bump Day. O norte-americano da Dale Coyne Racing ficou fora da corrida após uma primeira tentativa que lhe rendeu uma média de 229.566 mph. No entanto, precisou voltar à pista para tentar melhorar sua média e acabou batendo no muro, sendo eliminado.

Katherine Legge, companheira de equipe de Siegel na Dale Coyne Racing, se classificou para as 500 Milhas com a melhor média entre os quatro pilotos que disputaram as três vagas restantes, largando em 31º no próximo domingo, com uma velocidade média de 230.092 mph.

Marcus Ericsson cometeu um grande erro em sua primeira tentativa, onde vinha mantendo uma velocidade que lhe garantiria uma média na casa de 230 mph. No entanto, ele desacelerou seu carro no início da última volta, acreditando que já havia terminado. Com esse erro, Ericsson precisou voltar para a pista e obteve uma média de 230.027 mph, garantindo-lhe o 32º lugar na corrida.

Graham Rahal viveu mais um Bump Day dramático, conseguindo uma média de 229.974 mph. Ele precisou aguardar a última tentativa de Siegel para confirmar sua classificação para a corrida e largará em 33º.

As 500 Milhas de Indianápolis serão disputadas no próximo domingo, dia 26, com a largada às 12h, horário de Brasília.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *