Arsenal
Futebol Premier League

Com placar mínimo, Arsenal vence o Manchester United e volta a liderança

Neste domingo, 12, Arsenal e Manchester United se enfrentaram no Old Trafford, em uma rodada da Premier League.

Análise

Arsenal e Manchester United protagonizaram um importante clássico pela reta final da Premier League. No geral, as duas equipes tiveram seus momentos, mas apenas os Gunners conseguiram mexer no placar.

Em busca do resultado para se manter vivo na disputa pelo título, ao lado do Manchester City, o Arsenal mostrou suas “armas” logo no início da partida, encurralando logo cedo seu adversário. Mas a partida não foi fácil.

Em casa, o Manchester United teve um início “preguiçoso”, mas entrou no jogo com o passar do primeiro tempo. Os donos da casa tiveram mais posse e chegaram a finalizar mais vezes, mesmo que Raya fosse pouco exigido. Essa forma de jogar, no entanto, não durou muito.

O único gol da partida aconteceu no melhor momento dos Red Devils em campo. O Arsenal, ao ser contido pelo seu adversário, optou por apostar nos contra-ataques, e isso funcionou muito bem. Trossard abriu o placar para o Arsenal com 20 minutos no relógio.

O gol criou um efeito negativo na partida, com os dois times diminuindo muito o ritmo. E após o intervalo, o Manchester United foi atrás do empate, com o Arsenal assumindo realmente a função de se defender.

O Manchester United atacava, mas quem precisava mostrar trabalho era Onana. O goleiro dos Red Devils, muito criticado na temporada, foi o responsável pelo placar ter ficado apenas no 1 a 0.

Em resumo, o Manchester United foi melhor, produziu mais, mas não soube aproveitar as situações de ataque criadas por eles. Do outro lado, o Arsenal não teve um desempenho marcante. A defesa teve mais destaque do que o ataque, mesmo que a atuação de Onana tenha sido o grande motivo do tamanho do placar.

Com os três pontos fora de casa, o Arsenal retorna a liderança da Premier League. A equipe soma 86 pontos na temporada, um a mais que o Manchester City, vice-colocado da competição. Já o Manchester United fica na oitava colocação com 54 pontos.

Agora, os Gunners enfrentarão o Everton no dia 19, sendo esse o último jogo da equipe na temporada 2023-24. Já os Red Devils ainda possuem três compromissos na temporada: Newcastle (15), Brighton (19) e Manchester City (final da Copa da Inglaterra, 25).

Arsenal x Manchester United, gol de Trossard (Foto: Arsenal FC)
Arsenal x Manchester United, gol de Trossard (Foto: Arsenal FC)

O jogo

Os primeiros minutos foram do Arsenal. A equipe londrina impôs seu jogo logo cedo, com muita marcação pressão, sem deixar o Manchester United “respirar” em seu próprio campo.

No entanto, com o decorrer do tempo, o United passou a se achar no jogo. A marcação do Arsenal já era tão efetiva, e os donos da casa tiveram facilidade em passar do meio-campo. Por conta disso, o time de Manchester passou a assustar, mas o gol não ajudou.

No momento em que o Manchester United estava melhor no jogo, o Arsenal abriu o placar, aos 20’. Onana deu um “balão” para frente, e os Gunners chegaram rapidamente ao ataque. Kai Havertz recebeu na ponta e cruzou em direção à pequena área. Trossard se antecipou ao seu marcador e só completou para o gol. Depois disso, houve muito equilíbrio entre as duas equipes até o fim do primeiro.

Após o intervalo, o Manchester United voltou melhor. Com mais posse de bola, os Red Devils ocupavam a metade do campo do Arsenal, que retornou ao jogo com o objetivo claro de diminuir o ritmo, algo que não aconteceu.

Porém, os Gunners, quando tinham a bola nos pés, criavam chances mais perigosas que seu adversário. Foram poucas, mas Onana precisou estar mais atento em campo do que Raya.

Em um momento de pouca criação de ambos os times, coube a Martinelli “esquentar” a partida. Aos 77’, o brasileiro, que entrou no segundo tempo, protagonizou um rápido ataque, disparando de antes do meio-campo. O atacante invadiu a área, hesitou algumas vezes antes de chutar, e Onana fez grande defesa com apenas uma das mãos.

Já na reta final, o Arsenal passou a criar mais no ataque, resultando em lances de perigo e em grandes defesas de Onana. Aos 82’, em cobrança de escanteio, Declan Rice aproveitou o rebote e finalizou de certa distância, mas o goleiro do Manchester United fez a intervenção.

Fim de jogo: Manchester United 0 x 1 Arsenal

(Foto: Getty Images)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *