Arthur Elias
Futebol Olimpíadas Seleção Brasileira

Paris 2024: Arthur Elias convoca Seleção Feminina com Marta e sem Cristiane

O técnico Arthur Elias anunciou nesta terça-feira (02) as 18 jogadoras convocadas para a Seleção Brasileira Feminina para as Olimpíadas de Paris, cujo torneio inicia no dia 24 de Julho, antes mesmo da cerimônia de abertura. Além das 18, outras quatro foram chamadas para a lista de suplentes, e poderão substituir alguma convocada em caso de lesão antes do início dos Jogos. 

O treinador convocou a atacante Marta, que vai fazer sua sexta e última olimpíada como atleta aos 38 anos. Uma ausência confirmada na lista, é a da atacante Cristiane, que chegou a participar da preparação para os jogos. Arthur Elias disse que vai conversar com a atleta para explicar o motivo da sua ausência, e acrescentou que fica feliz de vê-la se destacando no Campeonato Brasileiro pelo Flamengo. 

Segundo ele, o número menor de jogadoras na lista olímpica foi determinante para sua decisão de não levar a atacante de 39 anos:

“A Cris foi bem nas convocações, eu fiquei muito satisfeito com todas as atletas. A gente tem que olhar pelo lado positivo, ver a Cristiane bem no seu clube e estando com a gente nos jogos preparatórios. Provavelmente, se fosse uma Copa do Mundo com 23 jogadoras, era provável que ela estivesse na lista. O fato dela, com 39 anos, estar nessa briga até o final, mostra a grandeza da Cris”. 

“Não falei com ela ainda, vou fazer isso, em respeito. Não dá para falar com todas, mas com algumas sim, é importante ter essa sensibilidade. Mas eu fico muito feliz por ela estar como ela está hoje. A porta vai estar aberta para ela ou para a menina de 16 anos, qualquer jogadora que desempenhar bem” – afirmou em entrevista coletiva.

Outra surpresa da convocação foi a inclusão da atacante Kerolin, que está há oito meses sem jogar, desde que sofreu uma ruptura de ligamento colateral anterior (LCA) no joelho e, por isso, não participou dos amistosos preparatórios:

“A Kerolin teve uma lesão de LCA, ela está no oitavo mês de recuperação, muito próximo de uma recuperação ideal. Eu fui pessoalmente avaliar os treinos dela no seu clube, ela já está fazendo todo o treinamento junto com as jogadoras. Para mim, ela foi uma das principais jogadoras da seleção nas últimas competições, mesmo jogando em uma posição em que ela nunca tinha jogado. É uma aposta que eu estou fazendo” – declarou.

Sobre Marta, o treinador destacou seu papel no Orlando Pride, que está disputando a liderança da NWSL, dos Estados Unidos. Em 12 jogos, nove como titular, a meia-atacante tem quatro gols marcados e uma assistência:

“Ela soma muito, é a maior atleta de todos os tempos. Ela soma muito porque está jogando bem, fez por merecer estar nessa lista. O desempenho da Marta, especialmente depois que ela voltou a jogar pelo seu clube, que está brigando pela liderança nos EUA, o comportamento dela, com ou sem bola, isso faz com que todas as atletas veja ali um exemplo. Eu tenho o desafio de encontrar uma maneira de jogar para potencializar o jogo dela. Mas ela sabe que só se ganha com todas” – declarou.

 

O CAMINHO DA SELEÇÃO FEMININA E ARTHUR ELIAS EM PARIS

O Brasil está no Grupo C do torneio e vai estrear contra a Nigéria, dia 25 de julho, em Bordeaux. Os outros jogos serão contra o Japão, dia 28, no Parc des Princes, em Paris, e contra a Espanha, atual campeã mundial, dia 31, novamente em Bordeaux.

A preparação do Brasil começará nesta quinta-feira (04), na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). A delegação embarcará dia 17 para a Bordeaux, cidade que servirá de base para a seleção durante os Jogos. Às vésperas da convocação, Arthur Elias perdeu a atacante Bia Zaneratto, que anunciou nas redes sociais uma fratura por estresse sofrida na última sexta-feira (28), em jogo do Kansas City Current, dos EUA.

Arthur Elias assumiu a seleção feminina após a Copa do Mundo de 2023, no lugar da sueca Pia Sundhage, e estreou em outubro, com uma vitória sobre o Canadá. Sob o seu comando, o Brasil disputou 15 partidas, entre amistosos e torneios preparatórios, com 11 vitórias e quatro derrotas (Canadá, duas vezes, Japão e Estados Unidos).

Veja a lista completa das convocadas:

  • GOLEIRAS – Lorena (Grêmio) e Tainá (América-MG)
  • LATERAIS – Antônia (sem clube), Tamires (Corinthians) e Yasmim (Corinthians)
  • ZAGUEIRAS – , Rafaelle (Orlando Pride-EUA), Tarciane (Houston Dash-EUA) e Thais Ferreira (Tenerife-ESP)
  • MEIAS – Ana Vitória (Atlético de Madrid-ESP), Duda Sampaio (Corinthians) e Yayá (Corinthians)
  • ATACANTES – Adriana (Orlando Pride-EUA), Gabi Nunes (Levante-ESP), Gabi Portilho (Corinthians), Jheniffer (Corinthians), Kerolin (North Carolina Courage-EUA) , Marta (Orlando Pride-EUA) e Ludmila (sem clube)

(Foto: Joilson Marconne / CBF)