Atlético Goianiense e São Paulo, Brasileirão
Futebol Brasileirão

Sob os olhos de Zubeldía em Goiânia, São Paulo vence Atlético Goianiense por 3 a 0 pelo Brasileirão

Pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, Atlético Goianiense e São Paulo se enfrentaram no Antônio Accioly na noite deste domingo buscando objetivos semelhantes no confronto. Ambos lutavam pela primeira vitória e pela recuperação após duas derrotas seguidas no início do Brasileirão. O confronto em Goiânia entre rubro-negros e tricolores foi vencido pelos visitantes com certa tranquilidade, e deu aos paulistas um respiro após um começo sombrio na Série A, e prestes a receber um novo treinador.

Após a demissão de Thiago Carpini durante a semana, e a contratação do argentino Luis Zubeldía, ex-LDU do Equador, o Tricolor comandado por Milton Cruz passou sem sustos contra o Dragão na capital goianiense, conquistando seus primeiros três pontos no campeonato e tendo um grande alívio diante de seu torcedor. Confira agora o resumo do primeiro triunfo são-paulino no Brasileirão 2024.

Como foi Atlético Goianiense e São Paulo?

Equipes que iniciaram o Brasileirão com duas derrotas seguidas em dois jogos, goianos e paulistas buscavam no jogo desse domingo um respiro que lhes trouxessem a chance de virar o cenário e se afastar da zona de rebaixamento. No confronto direto, quem sobrou foi o Tricolor após conquistar um grande resultado sob os olhos de seu novo treinador, Luis Zubeldía, presente no Antônio Accioly. O São Paulo comandado pelo auxiliar Milton Cruz conquistou uma vitória importante diante do Atlético Goianiense, e teve no jogo desse domingo sua primeira grande atuação no campeonato.

A vitória são-paulina em Goiânia começou ainda na primeiro tempo, a partir dos 13 minutos, quando Calleri em cruzamento de André Silva, balançou a rede atleticana e deu ao São Paulo uma vantagem no marcador, após iniciar dominando os donos da casa na posse de bola. O time de Jair Ventura chegou a dar um “calor” no adversários, porém, não fizeram propostas suficientes para ameaçar claramente a equipe tricolor. A partir do segundo tempo, a situação não muda para o Atlético-GO, que deixa o adversário fazer seu dever de casa, e construir o resultado esperado após uma sequência negativa que derrubou treinador durante a semana.

Os goianos perdem dois jogadores em pouco tempo de partida na etapa final e desequilibram o time, que já sofria com a série de ataques sofridos diante do tricolor paulista. Aos cinco minutos, Luciano é atingido por cotovelada, e o VAR identifica o zagueiro Luiz Felipe atingindo o atacante do São Paulo, que após a expulsão do zagueiro atleticano, cobra e converte o pênalti marcado por Bráulio da Silva Machado. Dois a zero e na sequência, outra expulsão no Atlético Goianiense. O atacante Gabriel Barros toma o segundo amarelo após falta em Pablo Maia, e gera nova dor de cabeça para Jair Ventura no jogo seguinte da equipe.

Com dois expulsos na equipe rival, o São Paulo se aproveita, administra o resultado, e a partir da entrada de Ferreirinha, conquista o seu terceiro gol no Antônio Accioly. Entrando no lugar de Alan Franco, o ponta-esquerda recebe de Nestor e manda para o fundo das redes de Ronaldo, que nada pôde fazer para evitar o estrago sofrido por seu time. Final, Atlético Goianiense 0, São Paulo 3.

Vice-lanterna e agora com três derrotas, o Dragão volta à campo no próximo domingo (28), diante do Internacional no Beira-Rio, às 20h, buscando seu primeiro triunfo no Brasileirão. Já o São Paulo, antes de encarar o Palmeiras no Morumbi às 20h do dia seguinte, segunda-feira (29), encara o Barcelona de Guayaquil no Equador, buscando classificação às oitavas da CONMEBOL Libertadores, em duelo nesta quinta-feira. No Brasileiro, o Tricolor após sua primeira vitória, estaciona na 14ª colocação com três pontos.

Análise Final

O duelo em Goiânia deu ao São Paulo aquilo que a torcida tricolor já esperava de seu time desde a eliminação para o Novorizontino no Campeonato Paulista, onde além dela, a diretoria também cobrava de Thiago Carpini, então técnico são-paulino, sua ida mais longe no torneio. Apesar da queda, o treinador teve mais quatro jogos para mostrar serviço, porém, na última quarta-feira, após um revés para o Flamengo, terminou demitido diante da pressão da opinião pública sobre Julio Casares e a direção do clube.

E no jogo de hoje, sob o comando de Milton Cruz na área técnica, auxiliar e velho conhecido do São Paulo, sob os olhos de Luis Zubeldía dos camarotes do Antônio Accioly, a equipe se impôs desde o começo, e fez uma atuação de satisfação para o torcedor após muitas dores de cabeça com o ex-comandante.

Zubeldía assume o São Paulo no meio desta semana diante de um grande desafio no Equador, antigo país em que trabalhava, e numa competição na qual o Tricolor sonha voltar em ir longe. O duelo diante do Barcelona em Guayaquil, vem acompanhado de um clássico no qual o time também demonstra bom retrospecto apesar da força e dos títulos seguidos conquistados pelo adversário, o Palmeiras.

Para o Atlético Goianiense, a nova derrota traz um alerta ainda maior do que se fazer para acordar a tempo de brigar por algo melhor no Brasileirão, e se afastar da zona da degola de volta para a Série B, de onde saiu no ano passado após um bate-volta entre a primeira e a segunda divisão.

Comparando a atuação do jogo de hoje com os dois jogos passados, uma derrota contestada para o Flamengo, de onde saiu na bronca com a arbitragem, e na derrota para o Botafogo, onde por pouco não virou, a equipe de Jair Ventura ainda demonstra condições de reagir e fazer uma campanha que satisfaça o torcedor do Dragão. Agora, é repensar os planos e seguir viagem em busca de novos ares no campeonato, antes que seja tarde demais.

Foto: Rubens Chiri/Saopaulofc.net.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *