bolasie
Brasileirão Futebol

Com gol relâmpago de Bolasie, Criciúma vence Cruzeiro e se afasta do Z4 do Brasileirão

Na noite desta quarta-feira (3), o Criciúma, com gol de Yannick Bolasie, venceu o Cruzeiro pelo placar de 1 a 0 em jogo válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma. Autor do gol único do jogo, Bolasie foi o grande destaque do confronto.

Primeiro Tempo

Logo no primeiro minuto de jogo, o Cruzeiro desce com Arthur Gomes em velocidade, mas ele finaliza colocado e pra fora. Aos 6, quase a Raposa tira o zero do placar: Matheus Pereira aciona Arthur Gomes, que toca na saída de Gustavo, mas Marcelo Hermes se joga na bola e salva o Criciúma de levar um gol.

Quatro minutos depois, foi a vez de Yannick Bolasie fazer uma excelente jogada individual pela direita e finalizar no gol, porém, ele parou em Anderson. Aos 16, Matheus Pereira cobrou falta e a bola bateu na marcação sobrando pra Zé Ivaldo, que finalizou a maneira que recebeu a bola, mas o arqueiro catarinense catou firme e sem dar troco.

Aos 23, Matheusinho puxa contra-ataque para o Tigre e finaliza, mas a bola bate em Palacios e sai em escanteio para os catarinenses. Aos 39, Matheus Pereira alçou a bola na área e Palacios desviou. A bola seguiu com o Cruzeiro através de Zé Ivaldo, que passou errado e a bola se perdeu pela linha de fundo. 

Gol relâmpago de Bolasie na 2ª etapa

Logo nos primeiros segundos da etapa final, Marcelo Hermes fez cruzamento na área e a defesa tirou. Na sobra, Claudinho alçou outra vez e lá estava Yannick Bolasie para conferir pro gol e tirar o zero do placar em Criciúma. Aos 7, uma verdadeira blitz carvoeira acontece: Bolasie solta a bomba, Anderson defende, mas a bola segue em disputa. Matheusinho acha Fellipe Mateus, mas a defesa cruzeirense chega primeiro e aparece para interceptar.

Dois minutos depois, Matheus Pereira vai ao chão após toque de Fellipe Mateus e cai pedindo pênalti, porém a arbitragem não acata a reclamação e manda o jogo prosseguir. Aos 26, Matheus Pereira chega novamente e chuta de dentro da área, mas a bola vai na rede pelo lado de fora e a Raposa quase iguala o marcador.

Cinco minutos mais tarde, é a vez de Robert deixar Vitinho em excelentes condições para marcar, saindo cara a cara com Gustavo. Porém, o atleta acaba acertando o travessão. Aos 34 minutos, Allano bate cruzado pra defesa do goleiro Anderson.

No entanto, mesmo com a defesa, a bola ficou viva na área e achou Arthur Caíke. Na hora de chutar, ele bateu em cima de Palacios, com o arqueiro celeste já vendido no lance. Aos 44, o Criciúma ficou com uma menos após a expulsão de Allano em decorrência de dois cartões amarelos seguidos. O atacante chutou a bola depois da marcação de uma falta. Aos 51, no último ataque celeste, Anderson subiu para a área, porém, a investida não foi bem-sucedida. 

F.T.: Criciúma 1 – 0 Cruzeiro

Análise Final

Jogo parelho, com chances para ambos os lados. Em uma dessas chances, o Criciúma aproveitou com Bolasie e abriu o marcador logo no comecinho da etapa inicial. Pelo lado da equipe de Fernando Seabra, há algumas lições e coisas por ajustar, especialmente no ataque, que foi bem apagado em alguns momentos. 

Com o resultado positivo, um tabu caiu por terra: o de 22 anos sem vitória do Criciúma nos confrontos. A última vez foi em 2002, na já extinta Copa Sul-Minas, quando os catarinenses bateram a Raposa por 2×1. No Brasileiro, o tabu perdurava 28 anos: em 1994, vitória por 1 a 0 no Heriberto Hülse. 

O Tigre se distanciou do Z4, e foi ao 12° lugar, com 16 pontos. O Cruzeiro está em oitavo, com 20. Os dois times jogam no domingo (7), pela 15ª rodada da competição. A equipe carvoeira vai ao Barradão enfrentar o Vitória, enquanto o time estrelado recebe o Corinthians, no Mineirão.