Augusto Melo Corinthians
Brasileirão Futebol

Corinthians atrasa pagamento de salários e pede desculpas a funcionários

O Corinthians está enfrentando desafios com atrasos no pagamento dos salários dos funcionários do clube relativos ao mês de maio. Em um comunicado interno nesta sexta-feira (7), a diretoria reconheceu a questão e se comprometeu a regularizar os débitos até segunda-feira (11).

A diretoria atribuiu essa situação a desafios operacionais e de gestão de fluxo de caixa, destacando seu compromisso em resolver a questão o mais rápido possível para garantir a estabilidade financeira e o bem-estar de seus colaboradores.

Os salários, que deveriam ser pagos até esta sexta-feira (7), conforme o quinto dia útil do mês, foram adiados devido a “questões operacionais imprevistas”, conforme comunicado aos colaboradores. O clube garante esforços para resolver a situação até o dia 10 de junho.

Além disso, o Corinthians menciona problemas de fluxo de caixa como causa dos atrasos e assegura que todos os pagamentos serão processados o mais rápido possível. Não apenas os funcionários estão sendo afetados, mas também há atrasos nos direitos de imagem de jogadores, alguns ultrapassando dois meses. Esta situação está sendo tratada com a máxima prioridade, visando garantir a estabilidade financeira e o bem-estar de todos os envolvidos.

Posicionamento do Corinthians

O portal GE divulgou um comunicado que foi enviado aos funcionários do clube via e-mail nesta sexta-feira (7), onde o clube pede desculpas pelo transtorno e reforça o compromisso de regularização até a data estipulada.

“Gostaríamos de informar que, devido a questões operacionais imprevistas, o pagamento referente ao mês de maio sofreu um atraso.

Estamos trabalhando diligentemente para resolver esta situação para garantir que todos os pagamentos sejam processados o mais rápido possível. Esperamos que a regularização ocorra até o dia 10/06/2024. Pedimos desculpas pelo transtorno causado e agradecemos pela compreensão e paciência.”

A confirmação do atraso ocorre após o Corinthians perder um patrocínio importante com a VaideBet, agravando sua situação financeira.

Até o momento, o presidente Augusto Melo não se pronunciou sobre o ocorrido. Presente em um evento na prefeitura de São Paulo, ele não falou com a imprensa.

O Corinthians enfrenta desafios financeiros em meio aos atrasos nos pagamentos de salários, perdas de patrocínio e dificuldades na gestão de jogadores, buscando soluções para manter sua estabilidade e cumprir seus compromissos com funcionários e atletas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *