Athletico Cacá corinthians
Futebol Brasileirão

Corinthians encaminha contratação do zagueiro Cacá

O Corinthians encaminhou nos últimos dias a contratação via empréstimo do zagueiro Cacá, atualmente no Athletico Paranaense. De acordo com informações divulgadas inicialmente pela ESPN nesta segunda-feira (19), o Timão negocia detalhes para finalizar o acerto com o atleta que está contratado pelo Tokushima Vortis, do Japão.

Cacá deve assinar contrato de empréstimo com o Corinthians até dezembro de 2024 com opção de compra em definitivo em caso de interesse do Timão. Os valores da negociação seguem em sigilo, mas a contratação estaria de acordo com a nova realidade financeira do clube.

O zagueiro possui contrato com o Tokushima Vortis, equipe que disputa a segunda divisão do Japão, até dezembro de 2025, com multa no valor de 6 milhões de dólares, aproximadamente R$30 milhões na cotação atual.

Empate heroico do Timão contra o Palmeiras

O Corinthians segue comemorando o empate heroico conquistado diante do Palmeiras em clássico disputado no último domingo (18) na Arena Barueri. Após sair com 2 a 0 contra no placar, o Timão diminuiu com Yuri Alberto e buscou o empate com dois jogadores a menos em campo (Cássio expulso e Yuri Alberto lesionado após cinco substituições) depois que Rodrigo Garro venceu o goleiro Weverton em cobrança de falta.

Em entrevista coletiva, o técnico António Oliveira falou sobre a determinação do elenco e elogiou muito os jogadores pelo resultado. O Corinthians segue em último lugar no seu grupo do Paulistão com 10 pontos, mas o empate mantém vivas as esperanças para conseguir uma vaga às quartas de final.

Aspas de António Oliveira após o clássico:

 “Parabéns aos meus jogadores que nunca desistiram. Parabéns aos que não entraram e estiveram no espírito da equipe. Isso me deixa extremamente satisfeito. Queria dar uma palavra à torcida que compareceu à nossa saída. Como se costuma dizer: ‘aqui é Corinthians e jamais desistiremos’.”

“Nossa intenção foi competir com o adversário, que é extremamente competitivo e leva para questão física altíssima. Muitas vezes o adversário sobressaiu sobre nós, mas nos últimos 20 minutos tomamos conta do jogo e fomos felizes.”

Imagem: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *