Lucas Paquetá Flamengo
Futebol Premier League

CPI das Apostas aprova convite a Lucas Paquetá para depor em Brasília

A CPI das Apostas Esportivas, sediada no Senado Federal, em Brasília, aprovou nesta terça-feira (18) o convite para que o meia do West Ham e da Seleção Brasileira, Lucas Paquetá, preste depoimento à comissão. O carioca é investigado pela Federação Inglesa por ter supostamente recebido vários cartões amarelos com o intuito de favorecer apostadores. 

Os idealizadores do convite foram os senadores Jorge Kajuru (PSB-GO), que é relator da CPI, e Eduardo Girão (Novo-CE). Os parlamentares citam a “formalização” da acusação feita pela FA na última semana como motivo para pedir a reunião com o jogador. Como é um convite e não uma intimação, Paquetá não é obrigado a comparecer.

“O atleta foi formalmente acusado pela Federação Inglesa por má conduta em quatro jogos — entre novembro de 2022 e agosto de 2023 — que repercutiram no mercado de apostas, tendo em vista que nessas partidas ele foi punidos com cartão amarelo em cada uma delas”, diz Kajuru no ofício.

 

SESSÃO DE CPI APROVA OUTROS REQUERIMENTOS

Além desta aprovação, que foi simbólica, a Comissão aprovou, de uma só vez, outros requerimentos, como a quebra de sigilo do ex-árbitro Glauber do Amaral Cunha, apontado como o responsável por enviar um áudio em que citava a manipulação de uma partida na terceira divisão do Campeonato Carioca, assim como a convocação de William Pereira Rogatto, nome suspeito de ter atuado na manipulação de partidas no Distrito Federal.

A mesma sessão também irá ouvir dois representantes de empresas que atuam no monitoramento de partidas suspeitas, a Sportradar e a Genius Sports. A CPI já ouviu três dirigentes nas últimas semanas, o americano John Textor, dono da SAF do Botafogo (pivô dessa comissão), o presidente do São Paulo, Julio Casares, e a presidente do Palmeiras, Leila Pereira.

(Foto: Divulgação/West Ham)