Bahia x CRB
Brasileirão Futebol

CRB vence Bahia nos pênaltis e está na final da Copa do Nordeste após 30 anos

Neste domingo (26), o Bahia recebeu o CRB em uma semifinal de jogo único em busca de uma vaga na final da Copa do Nordeste. Ambas as equipes fizeram um jogo bem movimentado, com chances claras para ambos os lados. O empate persistiu durante o tempo regulamentar e, após o apito final, a estrela de Matheus Albino brilhou mais alto. Após 16 cobranças de pênaltis, o goleiro defendeu a cobrança de Caio Alexandre e garantiu a vaga na final pela segunda vez na história.

O CRB avança na Copa do Nordeste e enfrentará o Fortaleza em uma final inédita. O Leão passou pelo Sport, vencendo por 4 a 1 em jogo no mesmo horário. Com isso, as equipes se enfrentarão no dia 5 no Castelão e no dia 9 de junho no Rei Pelé. Vale lembrar que não há vantagem no placar e um empate pode levar à disputa de pênaltis. CRB e Fortaleza já se enfrentaram em fevereiro deste ano na fase de grupos da Copa do Nordeste. Na ocasião, o CRB venceu em casa com gol de Anselmo Ramón na prorrogação do primeiro tempo.

Primeiro tempo do Bahia

Uma semifinal cheia de tensão foi o que Bahia e CRB entregaram aos 44 mil torcedores presentes na Fonte Nova. A equipe da casa teve quase o controle do jogo na primeira etapa, com a posse de bola. Os comandados de Rogério Ceni começaram em ritmo lento e sofreram com a pressão inicial do CRB, que teve uma boa chance com Hereda aos 14 minutos. Com o tempo, os mandantes foram entrando no jogo e, aos 31 minutos, Jean Lucas chutou no travessão da marca do pênalti.

Logo após a boa chance do meia, o Bahia pressionou ainda mais o gol de Matheus Albino, com outra chance desperdiçada por Jean Lucas. Quase chegaram ao gol com chances para Caio Alexandre e Rafael Ratão. No entanto, a equipe comandada por Daniel Paulista, vivendo grande fase com três vitórias seguidas e a vaga nas oitavas da Copa do Brasil, mostrou que não cederia facilmente à pressão baiana.

Tivemos apenas seis finalizações no primeiro tempo, mas a equipe baiana conseguiu ser superior, criando mais perigos reais. Apesar da pressão inicial do CRB, que aos poucos foi cedendo o domínio da bola e das ações no jogo, conseguiu reequilibrar o jogo no final do primeiro tempo. Fomos para o intervalo com tudo aberto para a etapa decisiva.

CRB se segura na segunda etapa

Daniel Paulista mexeu na sua equipe no intervalo, tirando o volante Caio César e colocando o atacante Labandeira em campo. Com isso, tentou sair mais para o jogo, dando indícios de que não gostou tanto da atuação ofensiva de sua equipe. As primeiras chances da segunda etapa ainda vieram do Bahia. Jean Lucas, apesar do bom jogo, acertou mais um chute no travessão aos 4 minutos. Thaciano teve uma chance sozinho, mas chutou para fora, embora estivesse impedido.

Após esses sustos, o CRB foi ao ataque e chegou bem com um chute travado de Anselmo Ramón e uma cabeçada ruim de Fábio Alemão. O jogo esquentou e o Bahia respondeu com uma grande chance de Cauly, que tirou demais do goleiro Matheus Albino, com a bola passando raspando a trave. O jogo ficou mais nervoso e, com a possibilidade de eliminação, ambas as equipes ficaram cautelosas. Somente aos 40 minutos, Santiago Arias cabeceou bem para o chão, mas Matheus Albino fez uma bela defesa, jogando para escanteio.

Pênaltis precisos

Chegamos ao final do jogo e à tão esperada disputa de pênaltis. O Bahia recentemente havia se classificado contra o Caxias na Copa do Brasil em uma disputa de pênaltis (6 a 5), enquanto o CRB passou pelo Botafogo-PB nas quartas da Copa do Nordeste com duas defesas de Matheus Albino. Ambas as equipes bateram muito bem durante toda a cobrança de pênaltis, totalizando 16 cobranças em uma disputa emocionante.

Após o oitavo pênalti convertido pelo CRB com o volante Lucas Kallyel, Caio Alexandre foi para a cobrança e chutou no canto direito, mas Matheus Albino defendeu, colocando o Galo na final da Copa do Nordeste. Vale destacar a má atuação de Marcos Felipe, que errou o lado em todas as oito cobranças do CRB nos pênaltis.

FT: Bahia 0-0 CRB (CRB vence nos pênaltis por 8-7)

Análise do jogo

Tivemos uma semifinal cheia de nervosismo e muito equilibrada. A equipe do Bahia teve o controle do jogo, mas parou na trave e em Matheus Albino, que fez um bom jogo. A falta de pontaria dos baianos pode ter custado caro, mas méritos para a defesa dos alagoanos, que conseguiram frear o ataque do time do grupo City. Daniel Paulista faz um bom trabalho à frente do Galo e merece demais a vaga na final.

Destaque para o herói Matheus Albino, que já havia sido destaque ao defender dois pênaltis contra o Botafogo-PB, agora colocando o CRB pela segunda vez na história na final da Copa do Nordeste. Dia histórico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *