Euro
Futebol Eurocopa

Euro 2024: UEFA revela protocolo especial de segurança

A Alemanha divulgou nesta segunda-feira (13) os seus principais protocolos de segurança para evitar ataques na Euro 2024. O torneio de seleções do futebol europeu será disputado infelizmente diante de um clima tenso no mundo geopolítico por conta de conflitos envolvendo a Rússia e a Ucrânia, além de toda a violência no Oriente Médio.

Os organizadores da Euro 2024 procurarão lidar com a possibilidade uma série de ameaças durante a competição, desde a violência envolvendo hooligans a potenciais ataques terroristas e até ataques cibernéticos.

Os detalhes da segurança na Euro 2024

As forças de segurança serão encarregadas de proteger cerca de 2,7 milhões de torcedores, 24 acampamentos de seleções espalhadas por toda a Alemanha e dez estádios onde serão disputadas 51 partidas entre 14 de junho e 14 de julho. Espera-se também que as fan zones designadas atraiam cerca de 12 milhões de visitantes.

Além disso, a Alemanha convidou cerca de 300 especialistas em segurança de todas as nações participantes no torneio para participarem num projeto de monitorização no Centro Internacional de Cooperação Policial (IPCC), na cidade ocidental de Neuss.

Ao lado de dirigentes da Alemanha, da Europol e da UEFA, o organismo europeu de futebol, eles se revezarão para monitorar a situação, reunindo-se durante a Euro 2024 em uma sala de conferências de 500 metros quadrados equipada com 129 computadores e uma tela de 40 metros quadrados.

Cooperação internacional e atenção especial para a Ucrânia

Por fim, haverá cooperação internacional na Euro 2024. Guardas franceses apoiarão a polícia alemã participando em patrulhas ferroviárias conjuntas nas rotas de e para França e em jogos envolvendo a seleção francesa.

Enquanto isso, o governo britânico disse que mais de 1.600 torcedores ingleses e galeses que foram banidos de estádios devido a comportamentos violentos anteriores serão proibidos de viajar para a Alemanha durante o torneio.

Além das medidas padrão, a ministra do Interior alemã, Nancy Faeser, disse que a seleção ucraniana estará sujeita a segurança reforçada. Entre 800 e 1.300 policiais serão mobilizados ao redor dos estádios em cada partida, dependendo dos times participantes.

Imagem: UEFA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *