Felipe
Futebol Premier League

Ex-Corinthians, Felipe justifica aposentadoria para a recusa de propostas de novos clubes

No Nottingham Forest até o último domingo (19), quando jogou contra o Burnley, pela Premier League, o zagueiro Felipe anunciou a sua aposentadoria do futebol. Em entrevista ao podcast “Gringolândia”, do GE, o brasileiro, que jogou no Corinthians e na Seleção, disse que recebeu propostas de times brasileiros, europeus e sauditas, mas recusou para ter mais tempo com a família.

“Pela questão financeira teve bastante coisa boa. Só que eu acho que hoje, colocando na balança minha família e o tempo de qualidade… Nada fazia passar esse processo, que eu já tinha planos. Acho que foi uma coisa tranquila. Sabia das consequências também. Tenho um plano pós-futebol. Foi tudo bastante pensado, né?” – comentou Felipe.

Felipe não quis explicar ao podcast quais clubes foram esses, mas o Globo Esporte.com apurou que um desses clubes foi o próprio Corinthians, Internacional e Atlético-MG no Brasil, além do Porto, de Portugal, que foi o primeiro clube europeu da carreira do paulista. Com o contrato já finalizado com o Forest, Felipe quer, por enquanto, uma vida fora do futebol, mas não descarta uma nova oportunidade no esporte.

Para Felipe, o momento mais marcante e feliz de sua carreira foi a participação na Seleção Brasileira, sob o comando de Tite, no qual já tinha trabalhado no Corinthians, mesmo não tendo sido convocado para a Copa de 2022:

“A minha primeira convocação foi um momento assim bastante marcante. Estava dormindo, recebi a notícia através do diretor, que era o Edu Gaspar. Acho que foi algo bastante incrível, que eu não tenho como esquecer. Acho que o meu primeiro jogo na Champions League também é algo assim, de se arrepiar, algo de sonho, para quem quer ser jogador de futebol”.

Sobre clubes, ele afirmou que sua passagem pelo alvinegro foi o mais marcante, e destacou que o título de “Ex-Corinthians” para ele é uma honra: 

“Claro! Acho que é meu país, tem toda uma história bonita. Graças a Deus eu consegui superar algo que é muito difícil: começar a jogar bola aos 20 anos de idade, e aos 21 você já chegar no Corinthians. E aí conseguir títulos e ser reconhecido pela torcida. Acho que é algo muito gratificante e vou levar para minha vida. Então, acho que essa referência é gigantesca para mim” – destacou.

A trajetória de Felipe:

  • Porto – 142 jogos
  • Corinthians – 116 jogos
  • Atlético de Madrid – 113 jogos
  • Nottingham Forest – 25 jogos
  • Bragantino – 34 jogos
  • União Mogi – 17 jogos
  • Seleção brasileira – 2 jogos

(Foto: Getty Images)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *