Fabricio Bruno defendendo o Flamengo
Futebol Brasileirão

Fabrício Bruno repensa saída do Flamengo para o West Ham

Tudo indica que Fabrício Bruno está repensando consideravelmente a saída do Flamengo para atuar no West Ham. De acordo com informações do “GE” na noite desta quarta-feira (29) o atleta do rubro-negro deu um passo atrás com o clube da Premier League e passou a priorizar o conforto que vive no Rio de Janeiro.

Gabigol chegou a dizer em tom irônico que Fabrício Bruno permaneceria no rubro-negro durante entrevista à imprensa na última terça-feira. No entanto, pelo visto existia um “fundo de verdade” na brincadeira de Gabriel Barbosa, fazendo com que o West Ham tenha que esperar mais um pouco antes de acertar a contratação.

O que faz Fabrício Bruno desistir da Premier League?

De acordo com reportagem do “GE”, Fabrício Bruno está pensando que a oferta salarial recebida pelo West Ham representa um pouco acima do que já recebe no Flamengo, onde possui contrato até dezembro de 2028, enquanto o contrato com o clube da Premier League teria validade até junho do mesmo ano.

Além disso, o zagueiro está pensando principalmente no fato de ter que abandonar a família e nos custos de vida que teria em Londres, consideravelmente maiores do que no Rio de Janeiro, onde o atleta vive tranquilamente e de forma estabilizada. O atleta rubro-negro gosta do clube, da torcida e da cidade onde vive atualmente.

Por conta dessas questões, o Flamengo não coloca pressão em cima de Fabrício Bruno, mesmo que a transferência de 15 milhões de euros represente mais de R$80 milhões nos cofres do clube. Cabe ressaltar que os documentos do West Ham já chegaram, mas o contrato ainda não foi assinado.

E o que acontece agora?

Tudo indica agora que os representantes de Fabrício Bruno aguardarão por uma nova proposta salarial do West Ham, pelo fato do atleta estar pensando principalmente no fator “custo de vida”. No momento, caso não haja uma nova proposta, a tendência é que o zagueiro permaneça em sua zona de conforto: ou seja, no Flamengo e no Rio de Janeiro.

Imagem: Marcelo Cortes /CRF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *