Pedro Flamengo
Futebol Libertadores

Flamengo goleia o Bolívar e segue vivo pela classificação na Copa Libertadores

Em noite de decisão pelo Grupo E da Copa Libertadores, o Flamengo venceu o líder Bolívar no Maracanã por um placar elástico de 4 a 0, mantendo vivas as chances de classificação para a próxima fase da competição.

No primeiro tempo, a equipe comandada por Tite abriu o placar logo no primeiro minuto, com Everton Cebolinha. O Flamengo manteve o controle e ampliou a vantagem com um gol de Ayrton Lucas aos 38 minutos. No final da primeira etapa, Pedro fez o terceiro gol após assistência de De la Cruz.

No segundo tempo, o Rubro-Negro administrou a vantagem e finalizou os trabalhos com mais um gol de Pedro aos 10 minutos. A entrada de Gabigol no segundo tempo não trouxe mudanças significativas, e o confronto terminou com uma discussão entre ele e Bruno Sávio.

Após vencer o Corinthians por 2 a 0 no Brasileirão, o Rubro-Negro ganhou confiança. Tite não pôde contar com Pulgar e Bruno Henrique, mas teve o retorno de Arrascaeta ao time titular. O uruguaio entrou na vaga do jovem Lorran, com Gerson mantido na ponta direita.

Apesar da goleada, a noite no Maracanã terminou triste. Durante o segundo tempo, chegou a notícia que o Flamengo perdia um de seus ícones: Washington Rodrigues, conhecido carinhosamente como Apolinho, faleceu na noite desta quarta-feira (15). Além de ser um renomado jornalista, ele também teve uma passagem como técnico do Flamengo, clube que amava profundamente.

(Foto: Twitter Libertadores)

Primeiro tempo eletrizante

Em um início eletrizante, o Flamengo mostrou sua força logo no primeiro minuto de jogo, quando Everton Cebolinha desceu pela esquerda em uma arrancada veloz, cruzou na medida para Gerson, que dominou com categoria e mandou um chute rasteiro, estufando as redes adversárias. Um gol relâmpago que pegou o Bolívar de surpresa.

O Bolívar não se intimidou e tentou responder aos 13 minutos, em uma jogada envolvente que quase resultou no empate. Patito Rodríguez, em uma bela tabela com Bruno Sávio, acertou a trave, deixando os torcedores rubro-negros aliviados.

A partir daí, o Flamengo retomou o controle da partida e teve várias oportunidades para ampliar o placar. Lampe, o goleiro do Bolívar, brilhou com defesas impressionantes, negando gols em chutes perigosos de Arrascaeta e Gerson.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o ataque rubro-negro voltou a funcionar. Aos 38 minutos, Gerson cruzou da direita buscando Arrascaeta, e Orihuela cortou mal, deixando a bola nos pés de Ayrton Lucas, que não desperdiçou a chance de marcar o segundo gol.

Aos 41 minutos, Pedro tentou uma jogada de habilidade ao tentar um gol por cobertura, mas acabou errando o alvo e desperdiçando uma oportunidade clara. No entanto, aos 42 minutos, o centroavante se redimiu ao receber uma assistência precisa de De la Cruz e servir Everton Cebolinha, que não titubeou e fez o terceiro gol rubro-negro.

Flamengo administra vantagem no segundo tempo

Na segunda etapa, o Bolívar começou determinado a reverter o placar, pressionando a saída de bola do Flamengo, mas sem conseguir criar lances perigosos. Foi o Mengão quem acabou criando e concretizando. Aos 10 minutos, De la Cruz fez um belo lançamento pelo meio, encontrando Pedro, que dominou a bola no alto. Sem conseguir girar, tocou para Gerson pela esquerda. O habilidoso meia rubro-negro levou a bola até o fundo, cortando Ordóñez com um drible desconcertante antes de fazer o passe para trás.

O camisa 9, Pedro, recebeu a bola e, mesmo desequilibrado, finalizou com precisão, mandando a bola no canto direito do goleiro, transformando a vitória em goleada.

Aos 17 minutos, o Flamengo teve uma jogada promissora. Gerson realizou um belo lançamento para a subida de Allan para o ataque. O volante rubro-negro invadiu a área pela direita e, em disputa com Sagredo, acabou caindo e pedindo pênalti. No entanto, o árbitro não se convenceu da infração e mandou o jogo seguir, deixando os jogadores do Flamengo e sua torcida insatisfeitos com a decisão.

Apesar do primeiro tempo eletrizante, repleto de gols, o ritmo do jogo diminuiu consideravelmente na segunda etapa. Com a vantagem elástica no placar, o Rubro-Negro adotou uma postura mais cautelosa, priorizando a manutenção da posse de bola e controlando o ritmo do jogo. As substituições feitas ao longo da segunda etapa também contribuíram para uma diminuição da intensidade, com o time carioca buscando administrar o resultado e evitar surpresas desagradáveis.

A entrada de Gabigol aos 25 minutos trouxe uma dose extra de expectativa para os torcedores rubro-negros, ansiosos por ver o artilheiro em ação. No entanto, mesmo com sua presença em campo, o atacante não teve oportunidades claras de gol, mostrando certa dificuldade em se inserir na dinâmica da partida.

Nos minutos finais do confronto, Gabigol se envolveu em uma discussão acalorada com Bruno Sávio, após receber uma entrada forte do atacante adversário.

FT: Flamengo 4-0 Bolívar

Com esse resultado, o Rubro-Negro alcança os mesmos 7 pontos do Palestino, mas assume a segunda posição do Grupo E devido ao saldo de gols. Enquanto isso, o Bolívar permanece na liderança com 10 pontos e ainda tem o controle de seu destino para avançar como líder do grupo.

Na próxima rodada, o Flamengo enfrentará o já eliminado Millonarios em casa, necessitando da vitória para garantir sua classificação. Se vencer e o Bolívar perder em casa para o Palestino, a equipe de Tite poderá conquistar o primeiro lugar do grupo, desde que mantenha a vantagem no saldo de gols. Ambas as partidas estão marcadas para o dia 28 de maio, uma terça-feira, às 21h.

Devido ao adiamento das 7ª e 8ª rodadas do Brasileirão, causado pelas enchentes no Rio Grande do Sul, o Mengão só retornará aos gramados na próxima quarta-feira (22), às 21h30. O confronto será contra o Amazonas, fora de casa, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *