Fórmula 1 Charles Leclerc GP de Mônaco
Automobilismo Fórmula 1

Leclerc consegue pole em Mônaco e “salva” recorde de Senna

Neste sábado (25), Charles Leclerc conseguiu confirmar seu favoritismo e conquistou a pole position no Grande Prêmio de Mônaco. O piloto liderou o TL2 e o TL3 e acabou sendo o melhor piloto durante todo treino qualificatório superando a concorrência de Oscar Piastri.

Antes com o tempo de 1:10.418, Leclerc melhorou para 1:10.270 para evitar que Piastri conquistasse a primeira pole position na carreira. Com isso, o monegasco obteve sua terceira pole em casa em quatro anos, desde 2021.

Piastri ficou em segundo, à frente de Carlos Sainz e Lando Norris, enquanto a série de oito poles consecutivas de Max Verstappen chegou ao fim com um indigesto sexto lugar, largando ao lado de Lewis Hamilton. Isso também significa que o recorde de poles consecutivas seguirá tendo o nome de Ayrton Senna.

A pole position de Leclerc

Após as primeiras voltas no Q3, Piastri estava apenas 0,026s atrás de Leclerc no topo da tabela, mas o piloto monegasco encontrou quase dois décimos para diminuir seu tempo e colocar a pole fora do alcance de Piastri.

Verstappen inicialmente havia ficado em terceiro, mas bateu no muro logo na abertura de sua última tentativa, fazendo-o cair para sexto, enquanto Sainz, Norris e George Russell melhoraram para conquistar os cinco primeiros lugares. Verstappen, que esperava quebrar o recorde de Ayrton Senna de oito pole positions consecutivas, terá a sua pior largada desde o 11º lugar em Singapura na temporada passada.

Gasly supera Ocon em duelo interno

O maior destaque do Q2 consistiu em Pierre Gasly superando o companheiro de equipe da Alpine para garantir uma vaga no Q3 nos últimos segundo, com Ocon ficando apenas 0,028s atrás. Albon conseguiu um Q3 improvável para Williams como P10, com Norris liderando o segmento com 1:10.372 com Verstappen, 0,013s atrás e Piastri e Leclerc também ambos a um décimo.

Alonso e Perez: os fracassados do qualy

No entanto, o grande destaque do treino (além da pole de Leclerc) consistiu nos tempos horrorosos de Fernando Alonso e Sergio Pérez. O mexicano ficou em 18º lugar antes de sua última volta, mas o piloto da Red Bull não conseguiu melhorar seu tempo e foi dispensado pelo segundo ano consecutivo no Q1 em Monte Carlo.

Enquanto isso, Alonso foi superado para a última vaga no Q2 pelo ex-companheiro de equipe Esteban Ocon, com Logan Sargeant em 17º pela Williams, à frente dos dois pilotos da Stake na última fila. Num fim de semana ruim para a equipe, Valtteri Bottas se recuperou da queda no TL3 para superar Zhou Guanyu.

GP de Mônaco: Grid de largada

  1. Charles Leclerc (Ferrari)
  2. Oscar Piastri (McLaren)
  3. Carlos Sainz (Ferrari)
  4. Landro Norris (McLaren)
  5. George Russell (Mercedes)
  6. Max Verstappen (Red Bull Racing)
  7. Lewis Hamilton (Mercedes)
  8. Yuki Tsunoda (RB)
  9. Alexander Albon (Williams)
  10. Pierre Gasly (Alpine)
  11. Esteban Ocon (Alpine)
  12. Nico Hulkenberg (Haas)
  13. Daniel Ricciardo (RB)
  14. Lance Stroll (Aston Martin)
  15. Kevin Magnussen (Haas)
  16. Fernando Alonso (Aston Martin)
  17. Logan Sargeant (Williams)
  18. Sergio Perez (Red Bull Racing)
  19. Valtteri Bottas (Kick Sauber)
  20. Zhou Guanyu (Kick Sauber)

Imagem: F1 / Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *