Jailton Malhadinho Curtis Blaydes
Lutas UFC

Jailton Malhadinho fala sobre derrota para Curtis Blaydes: ‘perdi uma oportunidade

Jailton Malhadinho não consegue deixar de pensar nos “e se” agora que o cenário do título dos pesos pesados do UFC está tomando forma para a segunda metade de 2024. Malhadinho está programado para retornar ao octógono no UFC 302 em 1º de junho, quando enfrentará Alexandr Romanov  em uma luta do card principal do evento. O brasileiro está determinado a se recuperar após sua primeira derrota no octógono, que ocorreu contra Curtis Blaydes no UFC 299 em março.

Com o campeão dos pesos pesados Jon Jones se recuperando de uma lesão e com previsão de retorno contra Stipe Miocic em 9 de novembro em Nova York, o campeão interino Tom Aspinall foi escalado para defender seu título contra Blaydes no UFC 304 em 27 de junho em Manchester. Malhadinho acredita que essa poderia ter sido sua oportunidade se ele tivesse vencido Blaydes, tornando sua recente derrota ainda mais difícil de aceitar.

“Fiquei um pouco surpreso e triste”, disse Malhadinho. “Eu definitivamente senti que essa era minha grande oportunidade de lutar contra Aspinall. Infelizmente, não aconteceu. Isso me deixou com um gosto amargo na boca. Quando soube que não seria contra mim, percebi que perdi minha chance. Mas também sei que o tempo de Deus é perfeito, e eu terei minha chance no futuro.”

Depois de começar sua carreira no UFC com sete vitórias consecutivas e seis finalizações, ele teve uma grande oportunidade contra um candidato perene como Blaydes. Malhadinho, de 32 anos, começou com força, conseguindo nove quedas e controlando Blaydes por quase todo o primeiro round de cinco minutos, segundo as estatísticas do UFC. No entanto, Blaydes encontrou uma resposta no segundo round, bloqueando a primeira tentativa de queda de Malhadinho e, em seguida, desferindo uma série de marteladas que resultaram no nocaute.

Malhadinho vê essa derrota como uma experiência de aprendizado, e não uma verdadeira derrota.

“Eu realmente não considero isso uma derrota, embora seja uma derrota no papel”, disse Malhadinho. “Isso é o que eu acho. Eu realmente acredito que precisava de uma estratégia melhor. Senti que tive uma boa luta. Consegui acertar grandes golpes, mas acredito que minha estratégia em geral precisava mudar. Um verdadeiro campeão precisa perder para poder se adaptar e melhorar. Estou apenas usando essa derrota para poder melhorar.

“Acho que fiz uma luta muito boa. Acertei muitos golpes com a esquerda. O início da luta foi praticamente perfeito, mas no final, senti que fui um pouco precipitado. Deveria ter sido mais cauteloso. Fiquei muito empolgado com o momento. Senti que deveria ter sido mais paciente. Fui com tudo e deveria ter esperado mais.”

O retorno de Malhadinho

Malhadinho terá a chance de mostrar suas melhorias contra Romanov, no UFC 302. Romanov conseguiu pelo menos uma queda contra seis de seus sete oponentes no UFC até agora, tornando-o uma ameaça significativa para a luta de grappling de Malhadinho.

Apesar do desafio, o foco de Malhadinho não está tão direcionado ao oponente. Ele está determinado a superar seu revés e passar por Romanov para se restabelecer na divisão:

“Após a derrota, me sinto forte, feliz e confiante”, disse Malhadinho. “Realmente tomei o tempo para entender minhas falhas. Então me sinto mais forte do que nunca. Especialmente após o anúncio da luta entre Curtis e Aspinall, isso está servindo como uma motivação extra para mim porque quero lutar contra Aspinall no futuro e também gostaria de voltar e lutar com Curtis novamente. Estou em busca de vingança e sei que o primeiro passo é ter uma vitória em 1º de junho.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *