jalen green g-league ignite rockets
Basquete NBA Notícias

NBA anuncia encerramento do G-League Ignite

A NBA está encerrando o projeto do G-League Ignite, equipe da liga de desenvolvimento criada em 2020 como um caminho para os jogadores vindos do high-school pudessem jogar profissionalmente sem ingressar no College, a partir da próxima temporada. A decisão foi anunciada pelo presidente da G-League, o ex-ala Shareef Abdur-Rahim.

Mudança na NCAA desencadeou fim do G-League Ignite

De acordo com o comissário da NBA Adam Silver, a decisão de colocar um ponto final ao Ignite se deu por desentendimentos com a NCAA em relação às políticas de direitos de imagem e da implementação de remuneração paga a jogadores universitários, algo que não existia na época de criação do Ignite e que passou a colocar em dúvida a continuidade da equipe na G-League. Até então, os atletas que ingressavam no College recebiam apenas bolsa de estudos.

“Quatro anos atrás, começamos o Ignite para preencher uma lacuna no cenário do basquete e estou orgulhoso das contribuições que pudemos fazer a esse ecossistema”, disse Abdur-Rahim em comunicado nesta quinta-feira (21). “Com o ambiente em mudança no basquete juvenil e universitário, agora é o momento certo para dar este passo”.

G-League Ignite revelou alguns nomes para a NBA

Ao longo destes quatro anos, o Ignite revelou nomes que hoje estão entre os de potencial destaque na NBA, como Jalen Green, do Houston Rockets; Jonathan Kuminga, do Golden State Warriors; e o calouro Scoot Henderson, do Portland Trail Blazers.

Na atual temporada da G-league, o Ignite faz péssima campanha de 6 vitórias e 40 derrotas. No plantel estão prováveis escolhas de primeira rodada do próximo Draft como Matas Buzelis, Ron Holland e Tyler Smith.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *