963c06d4 e980 4fd2 979d a14cb9a96895 alta libre aspect ratio default 0
Futebol

Em jogo de seis gols, Dortmund vira no fim e vence o Freiburg fora de casa

(por Pedro Gama) Freiburg e Borussia Dortmund se enfrentaram no Europa Park Stadium neste sábado (16) em partida válida pela 4ª rodada da Bundesliga. Em um jogo bastante disputado pelas duas equipes, o resultado acaba enganando a quem não viu o jogo, o 4×2 não reflete o que foi o jogo e muito menos o que foi o Dortmund na partida. Lucas Höler e Nicolas Höfler marcaram os gols do Freiburg, enquanto Mats Hummels (2) Donyel Mallen e Marco Reus fizeram os gols do Borussia.AnáliseO Borussia vive um momento ruim no campeonato. Impulsionado pela perda do título na última rodada a três meses, a equipe de Edin Terzic faz o pior início de Bundesliga em 14 anos, ao contrário do adversário, Freiburg, que faz o seu melhor início de Bundesliga nos últimos nove anos e se coloca mais uma vez como candidato a uma vaga na Champions League.Apesar do resultado, o Dortmund ainda tem muito o que melhorar, o time de Edin Terzic ainda comete os mesmos erros, como uma baixa abrupta de concentração após fazer gols e a dificuldade de defender a bola aérea do adversário, o ataque também precisa melhorar se o time quer brigar pelo título da Bundesliga e uma classificação pro mata mata da Champions.O jogoO Dortmund promoveu a entrada de Hummels para a zaga, no lugar de Niklas Sule, visando explorar uma dificuldade do time da Floresta Negra que é justamente a defesa da lateral do campo, o Freiburg sofre com o espaço deixado entre os laterais e os zagueiros. A estratégia se mostrou eficaz e Hummels e Nico Schlotterbeck tinham muito espaço para jogar e com a intensa movimentação de Karim Adeyemi e de Malen, os espaços apareciam mas faltava a precisão em atacá-los.Aos 10 minutos, após cruzamento de Julian Brandt, Hummels recebeu a bola sozinho na segunda trave, cabeceou e abriu o placar. O gol cedo gerou um comportamento que já virou rotina no Borussia: o time começa o jogo melhor, cria chances, tem oportunidades de aumentar a sua vantagem mas ao invés disso vai recuando cada vez mais e permitindo que o seu adversário fique confortável no jogo. O Freiburg que tinha inicialmente uma estratégia de explorar a bola aérea do Dortmund, marcar a saída de bola esperando erros e se fechar com um 4-5-1 bastante compacto, foi vendo os espaços aparecerem e começou a trocar mais passes por dentro.Aos 15, Roland Sallai cruzou na área e Michael Gregoritsch cabeceou no meio dos dois zagueiros com bastante perigo. Essa jogada foi um prelúdio de algo que seria comum durante o jogo, a dificuldade do Dortmund de mesmo bem posicionado em parar as bolas aéreas do Freiburg. Os jogadores do Borussia sentiram o momento do jogo e naturalmente foram caminhando pra trás.O ataque foi pouco efetivo, Sébastien Haller e os pontas pouco tocavam na bola, o que ocasionava um bate e volta, pois a recuperação de bola do Freiburg era rápida, ocasionando com que o jogo se concentrasse na intermediária defensiva do Dortmund.Aos 30, após uma falta na entrada da área, Schlotterbeck afastou mal, a bola caiu no pé de Philipp Lienhart que pegou forte na bola e mandou na trave. ODortmund não encontrava respostas e o gol de empate parecia apenas uma questão de tempo, e foi. Aos 46, após cruzamento de Vincenzo Grifo na área, Höler cabeceou com a parte de trás da cabeça e fez um belo gol. Sentindo o bom momento, o time da casa não parou de pressionar e conseguiu virar ainda no primeiro tempo. Aos 52, após falta cobrada por Grifo na entrada da área,  Höfler cabeceou livre e fez o segundo gol do Freiburg no jogo.Terzic mexeu no intervalo, tirou Ramy Bensebaini que fazia um jogo abaixo e promoveu a entrada de Marius Wolf com o objetivo de fortalecer a defesa e impedir os cruzamentos. Logo aos 53, após uma bobeada da zaga, Julian Brandt recebeu na entrada da área, infiltrou com espaço e chutou ao lado do gol, mas o Freiburg estava a vontade no jogo. Um minuto depois, em uma jogada que veio desde a zaga na construção por passes e numa progressão muito rápida, Grifo recebeu sozinho na pequena área mas isolou a bola.Ainda insatisfeito com o seu time, Terzic mexeu mais uma vez, desta vez no ataque, tirando Haller e Karim Adeyemi de campo, que pouco contribuíram e promoveu a entrada de Niklas Fullkrug e Félix Nmecha. O efeito da substituição foi imediato, e, aos 59, após uma bola desviada por Emre Can no meio, Fullkrug recebeu de costas, deu um toque de calcanhar para Malen infiltrar no espaço aberto pelo camisa 14, entrar na área com muita velocidade, de cara pro goleiro e empatar o jogo.A expectativa é que o jogo ficaria mais aberto após o empate, com as duas equipes buscando a vitória, porém o que aconteceu foi o contrário. O Freiburg se fechou ainda mais, não fazia tanta questão de contra-atacar e o Dortmund não conseguia criar em um jogo com tão pouco espaço. O jogo caminhava para o empate até que aos 85, após uma falta dura em Marcel Sabitzer no meio campo, Höfler foi expulso.Com a expulsão, o Dortmund se lançou ao ataque e o Freiburg tentava arrumar formas para se defender de uma virada, que acabou acontecendo. Aos 87, em falta cruzada para a área, a defesa do Freiburg se atrapalhou, três jogadores dividiram com o goleiro e, no meio deles, Hummels, como um atacante, ganhou a disputa e empurrou para o gol. O Freiburg possibilitou espaço para o Dortmund atacar, e foi assim que, aos 92, Wolf enfiou uma linda bola para Marco Reus, que. com muita tranquilidade, entrou na área e fez o gol que matou o jogo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *