formula 1 bahrain february tes 3
Automobilismo

Fórmula 1 quer diminuir peso dos carros em até 50kg em 2026

(por Mattheus Prudente)As mudanças feitas nas regras da Fórmula 1 a partir de 2026 devem trazer mais uma revolução na categoria, visando a diminuição na emissão de poluição dos carros. No entanto, a categoria não vai parar por aí, e está buscando uma diminuição do peso dos carros. Segundo Nikolas Tombazis, diretor técnico da FIA em carros com apenas um assento, a categoria vai modificar os carros para que eles sejam 50 kg mais leves, mas com uma carga aerodinâmica bem menor. “Com as dimensões das rodas, que serão mais estreitas, mais a asa traseira e o carro em geral, pretendemos reduzir o peso dos carros em cerca de 50kg. Assim, será possível ver carros de um assento menores: mais curtos e mais estreitos. Mas estamos falando de soluções que ainda precisam ser discutidas. Com o carro em ‘dieta’, conseguiremos reduzir um pouco as velocidades nas curvas. Por serem mais leves, eles andarão mais rápido em linha reta, mas gerarão menos carga aerodinâmica. Portanto, precisaremos aumentar a recuperação de energia para garantir um desempenho de volta adequado,” afirmou Tombazis. Pilotos reclamam do peso dos carros O peso dos carros de Fórmula 1 vem sendo um tópico de reclamação dos pilotos nos últimos tempos. O mais vocal sobre esse assunto é George Russell, da Mercedes, que recentemente falou sobre o assunto.  “O peso é um problema muito grande, e está virando um risco. O peso é extraordinário, e a performance dos carros em uma velocidade baixa não é boa. Nós continuamos buscando fazer esses carros ficarem mais seguros, mas quanto mais pesados eles ficam quando você tem um impacto, parece um ônibus colidindo com um carro popular.  O impacto nos pilotos é muito maior quando se está pilotando um carro com 800kg, e muito diferente do que quando eles pesavam 650kg, e eu tenho certeza de que existem análises sendo feitas sobre acertar esse balanço, pois eu não sei qual é o limite. Se você continuar fazendo eles ficarem mais pesados, vai chegar em um limite em que eles não ficam mais seguros, disse Russell. Hoje em dia, um carro de Fórmula 1 pesa cerca de 798kg, o mais pesado da história da categoria. Preocupação com as novas regras No início do ano, quando a Fórmula 1 finalmente anunciou exatamente quais seriam as mudanças nas regras para 2026, a Red Bull demonstrou preocupação com os “carros Frankenstein”, montados a partir do que deu certo nos últimos anos, que seriam impossíveis de correr uns contra os outros. Tombazis, no entanto, negou que isso possa ocorrer. “Muito trabalho foi feito para entender como a recuperação e o gerenciamento de energia terão que ser feitos e como as ultrapassagens podem ser feitas com base na configuração aerodinâmica. Realizamos muitas simulações alterando esses parâmetros e encontramos soluções que parecem funcionar adequadamente,” disse ele. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *