gabigol coletiva
Futebol

Gabigol defende Sampaoli e critica imprensa após goleada do Athletico contra o Flamengo

(por Fabrício Carvalho)O Flamengo sofreu uma dura derrota nesta quarta-feira (13) por 3 a 0 contra o Athletico Paranaense no Estádio Kléber Andrade, em duelo válido pela 23ª rodada do Brasileirão e na última partida antes da decisão da Copa do Brasil.Após a partida, Gabigol surgiu na sala de entrevista coletiva e resolveu falar com a imprensa antes de Jorge Sampaoli, em uma atitude incomum. O atacante saiu em defesa do treinador argentino, criticou novamente a imprensa e convocou o apoio da torcida para o primeiro jogo da decisão no Maracanã.Pressionado desde o embarque no Espírito Santo, a equipe do Flamengo foi vaiada pela torcida no Kléber Andrade desde o gol sofrido no primeiro tempo. Além disso, xingamentos para Marcos Braz e Rodolfo Landim também marcaram a derrota, embalada pelos gritos de “Olé” nos toques de bola do Athletico.Cabe ressaltar que Gabigol foi expulso com cartão vermelho direto na partida contra o Athletico após acertar uma cotovelada no rosto de Cuello em lance fora da disputa de bola. Ao deixar o campo, alguns torcedores rubro-negros jogaram pipocas em cima do artilheiro.O primeiro jogo da decisão entre Flamengo e São Paulo será neste domingo (17), a partir das 16h pelo horário de Brasília. O segundo duelo ocorrerá no dia 24 de setembro, no Morumbi.Aspas de Gabriel Barbosa, atacante do Flamengo”A gente vive um momento que a imprensa não vê os treinos e onde se cria muitas coisas. Chega para o torcedor muita mentira. Vocês acham que sabem muita coisa, mas não sabem. O David treinou no meio, eu joguei mais aberto. Não deu certo. No jogo, acontecem muitas variantes, que as vezes saem do nosso controle. Não falta vontade dos jogadores, do Sampaoli, que já deixou claro que é um sonho estar no Flamengo, mas não saiu do jeito que a gente queria. Teremos vídeo e análise pra ver o que podemos melhorar.”É um trabalho novo, querendo ou não. O Sampaoli tem muito a cara do Flamengo, isso parece que dá a ele muito tempo, mas é um trabalho novo. A gente tem oscilado em partidas muito boas e umas menos boas, mas o futebol é assim, incoerente. Tem time que joga mal e vence, tem time que joga bem e perde. Temos que oscilar menos para conquistar as vitórias, como conquistamos contra o líder do campeonato, que talvez seja o único time que não está oscilando.””Acho que o clima tem que ser positivo, a gente queria vencer. Se eu não me engano, o São Paulo também perdeu. Eles não ganham há um tempo no Brasileiro, vão vir motivados para ganhar no domingo. Tem esses momentos. A torcida do Flamengo já nos apoiou assim em outros momentos. A gente precisa deles. A derrota pesa muito, mas nesses momentos a gente vê quem é quem.”Imagem: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *