gustavo scarpa do palmeiras em acao na partida contra o bragantino pelo campeonato brasileiro
Futebol

Gustavo Scarpa pode voltar ao futebol brasileiro em 2024, diz jornalista

(por Rafael Maia) O meio-campista do Nottingham Forest, Gustavo Scarpa pode estar aberto a um retorno ao futebol brasileiro em janeiro de 2024. O brasileiro esteve na mira do Flamengo nas últimas janelas de transferências, mas está preferindo o seu ex-clube, Palmeiras, por conta da má fase do time carioca. A informação foi dada pelo jornalista Álvaro Loureiro (SBT Sports), nesta quarta-feira (20). Depois de ter deixado o Verdão no final do ano passado para seguir seu sonho de atuar na Premier League, o atleta de 29 anos acabou sendo deixado de lado pelo Forest na última temporada e nesta ficou fora dos planos da equipe. Sem espaço no clube inglês, foi emprestado ao Olympiakos, da Grécia, onde já participou de cinco jogos, mas sem marcar gols até o momento. É difícil imaginar qual seria a intenção do Forest em emprestar o atleta para o Brasil novamente, apenas se houver uma opção de compra no contrato. Ficou um pouco claro sobre os motivos de Scarpa não ter sido utilizado no clube inglês, colocando em destaque a forma como o Forest atua na Premier League. O clube inglês não tem um estilo de jogo tão ofensivo, com troca de passes e tudo mais, sempre está buscando contra-ataques, onde o ex-Palmeiras não tem muita qualidade no esquema. Gustavo Scarpa chegou ao Nottingham Forest pela bagatela de 12 milhões de euros. Após o empréstimo do jogador, seu valor acabou caindo para 10 milhões de euros, segundo o “Transfermarkt”. Atual momento do Nottingham Forest na temporada Após cinco partidas na Premier League, o Nottingham Forest tem apresentado atuações interessantes, após ter sobrevivido a Premier League na temporada passada. O clube inglês está com sete pontos somados de cinco jogos possíveis, marcando presença na oitava colocação da competição nacional mais badalada da Europa. A equipe de Steve Cooper investiu bastante nesta campanha de 2023/24, terminando a conta total com um déficit de -57 milhões de euros, depois de ter utilizado mais de 120 milhões de euros com contratações, buscando mudanças imediatas na equipe da temporada passada.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *