img com 20230305 1733 39 1261 1140x815 1
Automobilismo

Helmut Marko diz à Mercedes que eles podem ‘esquecer o título’ depois de apenas uma corrida

(por Rafael Lima)Enquanto a Red Bull teve um fim de semana perfeito no Bahrein, a Mercedes sofreu exatamente o oposto. Lewis Hamilton pode ter terminado em quinto com o companheiro de equipe, George Russell, em sétimo, mas o W13 parecia bem fora do ritmo dos líderes, levando Toto Wolff a descrevê-lo como um dos piores dias de sua carreira.A Mercedes já confirmou que grandes mudanças em seu conceito de carro estão em andamento, com rumores de que abandonarão o estilo ‘zero-pod’ e passarão para um semelhante ao Red Bull ou Ferrari, mas com o tempo contra eles e um limite de orçamento em lugar, é uma tarefa difícil consertar o carro de forma tão dramática que eles sejam capazes de lutar pelo Campeonato Mundial.De qualquer forma, essa foi a avaliação do consultor especial da Red Bull, Helmut Marko, dizendo à RTL que a Mercedes “pode esquecer o título mundial”.“A Mercedes não tem um problema com o conceito este ano, mas vários”, disse o austríaco de 79 anos. “Eles não conseguiram encontrar uma solução no inverno.” Seguiu.“Vai ser difícil: você não pode simplesmente projetar dois ou três carros diferentes. Vai ser complicado com o limite de orçamento. Um carro novo também não funciona, porque você tem que ser competitivo desde o início. Faltam-lhes os dias de teste e a experiência de corrida.” Explicou.Mas, enquanto a Mercedes está fora da corrida pelo título na mente de Marko, isso não significa que ele já a entregou à Red Bull, comentando que a pista do Bahrein oferece um desafio único.“As pessoas dizem que já estamos completamente eufóricos e nos vemos como campeões, mas o Bahrein é um circuito à parte”, disse Marko. “A corrida foi boa, mas não significa que será assim nas próximas corridas.” Continuou.“[Ferrari] ainda tem problemas com o desgaste dos pneus. Em uma volta eles estão lá e, sem dúvida, eles conseguirão a pole position às vezes, mas também não é algo em que estamos fazendo muito progresso.” Concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *