dgocatayg2
Futebol

Por manipulação de apostas, FIFA bane do futebol três jogadores brasileiros

(por Diego Dias)A FIFA anunciou nesta segunda-feira (11) a ampliação da suspensão de diversos atletas envolvidos em esquema ilegal de manipulação de apostas esportivas. É mais uma consequência da operação Penalidade Máxima, deflagrada pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MPF/GO).Ao todo, 11 jogadores foram listados, com Matheus Gomes, Ygor Catatau e Gabriel Tota sendo banidos de forma definitiva do futebol e de qualquer atividade ligada ao esporte. Os demais, as penas variam de 360 a 720 dias de suspensão. Confira a lista:Ygor Catatau: banido;Gabriel Tota: banido;Matheus Gomes: banido;Paulo Miranda: 720 dias de suspensão;Moraes: 720 dias de suspensão;Paulo Sérgio: 600 dias de suspensão;Mateusinho: 600 dias de suspensão;André Queixo: 600 dias de suspensão;Fernando Neto: 380 dias de suspensão;Kevin Lomónaco: 380 dias de suspensão;Eduardo Bauermann: 360 dias de suspensão.A princípio, os banimentos se aplicam somente no âmbito nacional, sob jurisdição do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Já as suspensões, anteriormente a nível nacional, foram ampliadas para nível mundial Neste caso, Bauermann, que se transferiu para o futebol turco, seguiria impedido de atuar.Operação Penalidade MáximaA operação, iniciada em fevereiro, foi realizada pelo MPF/GO após a descoberta de um esquema de manipulação de resultados de forma a beneficiar apostadores de sites especializados. Na atividade ilegal, jogadores das séries A e B do Brasileirão de 2022 e de alguns campeonatos estaduais deste ano recebiam quantias em dinheiro para forçar cartões, entre outras ações. O primeiro jogador denunciado foi o meia Romário, apontado como pivô do esquema e que teria aliciado outros jogadores do Vila Nova, onde atuava em 2022, a participar. Ele foi também banido do futebol e condenado a uma multa de R$ 80 mil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *