dgocrusand
Futebol

Santos erra muito, é goleado pelo Cruzeiro na Vila e se complica no campeonato

(por Diego Dias)A quinta-feira (14) de Brasileirão não poderia ter sido trágica para o Santos. Mesmo jogando na Vila Belmiro, a equipe se viu envolvida pelo melhor futebol do Cruzeiro que, se não foi dominante, soube jogar nos erros do Peixe para se reabilitar depois de oito jogos. Para piorar, o Santos ficará mais uma rodada na zona de rebaixamento, com 21 pontos em 17º lugar. E, como “desgraça pouca é bobagem”, o Bahia, primeiro concorrente direto, pode abrir 4 pontos de frente caso vença o agonizante lanterna Coritiba.Já a Raposa, alheia ao desespero santista, consegue subir para o 10º lugar ao chegar aos 29 pontos, torcendo agora por tropeços de Cuiabá e Corinthians, este jogando nesta noite, para se manter na zona de classificação para a Copa Sul-Americana.Nervosismo santista e Cruzeiro superior pelo altoO Cruzeiro deu mostras de como seria a partida logo no primeiro minuto, quando Neris pegou rebote e exigiu reflexo do goleiro João Paulo para a defesa. Os visitantes se mantinham no campo de ataque na base da troca de passes e por pouco não abriram o placar com Gilberto, que Júnior Caiçara salvou em cima da linha. Já o Santos, acuado em seu campo e com problemas em sair jogando, mostrava muita afobação, como em lance de Messias aos 18 onde a bola sobrou para Arthur Gomes. Mas a zaga conseguiu se recuperar para evitar a tentativa do atacante.A melhor chance do Santos se deu aos 30. Em cobrança de escanteio, João Basso cabeceou à queima-roupa rente ao poste direito, assustando o goleiro Rafael Cabral, até então um espectador em campo. O lance não trouxe o devido ânimo ao Peixe, que permitia que o Cruzeiro levasse vantagem no jogo aéreo. E foi dessa maneira que o placar foi aberto aos 39. Lucas Silva cobrou escanteio e Matheus Jussa apareceu livre na pequena área para mandar de cabeça à esquerda de João Paulo, que nada pôde fazer.Nikão marca, dá assistência e sacramenta goleada celesteNo 2º tempo, o Santos voltou melhor e por pouco não empatou logo aos 2. Marcos Leonardo recebeu bom passe na entrada da área e limpou a zaga celeste antes de mandar rasteiro para grande defesa de Rafael Cabral, que se esticou todo. Mas, com o passar do tempo, a falta de qualidade dos praianos na trama das jogadas voltou a dar as caras, fazendo com que o Cruzeiro retomasse o controle do jogo. Aos 22, Machado experimeitou da entrada da área e a bola rasteira tirou tinta da trave esquerda, amadurecendo o segundo gol celeste.Gol este que veio na sequência em bola alçada de Nikão para Bruno Rodrigues, dupla que entrara em campo momentos antes. Bruno teve espaço e calma para bater colocado no canto esquerdo de João Paulo, fazendo 2×0 Raposa. Com o prejuízo, o Santos passou a ter ainda a própria torcida, irritada com a atuação em campo, como adversária. Foi o que bastou para o Cruzeiro pressionar, ainda que sem tanta intensidade.Aos 38, Lucas Braga teve uma rara chance de perigo dos mandantes ao dominar a bola e disparar no canto direito do gol, passando muito perto da trave. Mas o golpe final foi dado no minuto seguinte, em passe de Marlon para Nikão, que na área teve espaço para dominar e chutar abaixo do travessão para anotar o terceiro tento do Cruzeiro.Final: Santos 0x3 Cruzeiro  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *