Palmeiras
Brasileirão Futebol

Palmeiras apenas empata em 0 a 0 com Botafogo-SP na volta da Copa do Brasil e se classifica

Nesta quinta (23), o Palmeiras visitou o Botafogo-SP, em jogo de volta válido pela terceira fase da Copa do Brasil. Com a vantagem do empate após a vitória no jogo da ida por 2-1, o atual Campeão Brasileiro foi para a partida com uma formação alternativa e cheia de novidades, porém o jogo não foi tão fácil quanto se esperava. O Botafogo dificultou bastante o jogo na primeira etapa segurando o Palmeiras a apenas um empate morno, porém, acabou cedendo a classificação para os visitantes, que agora avançam para as oitavas da competição.

O Palmeiras, que pode ter vivido o último jogo da dupla Endrick e Estevão, já que o último está praticamente vendido ao Chelsea, teve mais uma partida em que as dificuldades ofensivas da equipe limitaram bastante o jogo. O Botafogo, apesar de um jogo bem decente, não teve capacidade de abrir o placar e não conseguiu levar perigos reais ao gol de Marcelo Lomba, mais uma vez, o sistema defensivo palmeirense foi o destaque da noite.

 

Primeiro Tempo Morno

Apesar da vantagem, o Palmeiras era o grande favorito e, com as mudanças na escalação, destaque para a dupla de volantes entre Richard Rios e Zé Rafael, porém, ambos os times não apresentaram o melhor do futebol, a falta de criatividade dos ataques ditaram o rumo do jogo, a equipe alviverde até começou propondo o jogo principalmente com o destaque Estevão, enquanto os mandantes focava nas bolas paradas como objetivo.

Desta forma, a primeira grande chance da primeira etapa só foi sair aos 21 minutos, quando a defesa do Palmeiras quase se complicou sozinha e o ataque do Botafogo desperdiçou, aos 33 minutos, em boa finalização do zagueiro Matheus Costa, que parou nas mãos de Marcelo Lomba, após bela jogada individual. Quando se livrava da marcação de dois defensores, tivemos a melhor oportunidade no primeiro tempo, a falta de agressividade do Palmeiras em primeiras etapas já é um problema conhecido da torcida.

Com o Botafogo crescendo no jogo, após perceber que o Palmeiras estava em um ritmo muito lento, podemos dizer que os mandantes foram melhores na primeira etapa gerando as melhores oportunidades e limitando o ataque adversário a jogadas sem profundidade na lateral do campo e chutes de fora da área sem qualidade. Ao todo foram apenas 5 finalizações em um primeiro tempo em que, chamando de “morno”, seria um elogio.

 

Palmeiras e Botinha acordam

Abel Ferreira, por muitas vezes, é criticado pelo estilo de jogo amarrado do Palmeiras que perde poucos jogos, porém, com exibições bem pragmáticas, sendo assim, o técnico optou por colocar Rony no lugar de Lázaro, que não fazia um grande jogo, já no intervalo, para dar um novo gás para o time.

E deu certo, o Palmeiras melhorou no jogo, primeiro chegando com Zé Rafael em cobrança de fora da área para fora, e logo após aos 10 minutos do segundo tempo, com Rony recebendo passe de Veiga sozinho dentro da área e finalizando encima do goleiro João Carlos. O ritmo do Palmeiras acelerou e abriu o campo, Estevão, no meio de quatro defensores, fez boa jogada individual, porém foi parado também por João Carlos.

Aos 16 minutos, Abel retirou Endrick e Estevão e colocou em campo Mayke e Luis Guilherme, preenchendo mais o meio de campo e modificando todo o ataque que havia começado o jogo, apesar disto o Botafogo por sua vez chegava com perigo na área Palmeirense, principalmente com Douglas Baggio em bolas paradas.

Com as mudanças em atacado feitas pelos visitantes, a equipe melhorou e conseguiu finalmente ter mais posse no campo adversário, passando dos 60% de posse, porém, sem traduzir em chances, foi dando oportunidades ao Botafogo que se aproximava da área com perigo. Com cruzamentos que por pouco não eram convertidos em chances, aos 40 minutos, Luís Guilherme, do Palmeiras, no contra-ataque, saiu sozinho contra o goleiro João Carlos, e perdeu a melhor chance do time Alviverde no jogo. Ainda tivemos a famosa tentativa da bicicleta do Rony aos 50 minutos, que parou em João Carlos, que fez um grande jogo.

F.T.: Palmeiras 0-0 Botafogo-SP.

 

Análise do Jogo

No fim, faltou força para o Botafogo capitalizar a partida abaixo da média Palmeirense, que, mais uma vez durante a gestão Abel Ferreira, não faz um jogo de se encher os olhos, porém sempre eficiente em conseguir resultados. O Palmeiras se classifica após a vitória no jogo de ida e avança as oitavas da Copa do Brasil. Devemos analisar com mais profundidade o estilo de jogo Palmeirense que abdica de um futebol vistoso, porém tão eficiente que entrega grandes resultados. Abel Ferreira terá muito trabalho para montar a equipe sem Endrick e Estevão, que devem rumar a Europa logo mais.

(Foto: Divulgação/ S.E. Palmeiras)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *