Premier League
Futebol Premier League

Equipes da Premier League votam pela permanência do VAR

Nesta quinta-feira, 6, em reunião realizada entre as equipes da Premier League, o Futebol Inglês votou pela permanência do VAR e contra a proposta feita pelo Wolverhampton, que visava eliminar o uso da tecnologia no principal campeonato de futebol do mundo.

Segundo a ‘ESPN’, os Wolves não conseguiram persuadir nenhuma equipe para a sua proposta para a não utilização do VAR na próxima temporada da Premier League. A votação terminou com 19 votos a favor da permanência da tecnologia contra apenas um.

A proposta do Wolverhampton foi apresentada para votação na reta final da temporada 2023-24, afirmando que “o preço que estamos pagando por um pequeno aumento na precisão está em desacordo com o espírito do nosso jogo e, como resultado, devemos removê-lo da temporada 2024/25 temporada em diante.”

Para que a proposta dos Wolves passasse, a equipe precisava do apoio de, no mínimo, 14 das 20 equipes da primeira prateleira do futebol inglês. E apesar do time não ter o suporte inicial dos outros clubes, a votação foi realizada.

Apesar do resultado, a votação pode abrir discussões para melhorar a utilização do VAR na Premier League, sendo esse o principal objetivo do Wolverhampton.

VAR na Premier League

Algumas equipes até concordam com a proposta do Wolverhampton, de acordo com a ‘ESPN’, mas o caminho escolhido por eles seria melhor a utilização da tecnologia ao invés de proibir o seu uso. Por conta disso, os clubes do futebol inglês concordaram em seis formas de melhorar o VAR na Inglaterra.

1. Manter um limite alto para intervenção do VAR para proporcionar maior consistência e menos interrupções no fluxo do jogo;

2. Reduzir os atrasos no jogo, principalmente através da introdução da tecnologia de impedimento semiautomático (SAOT) e da manutenção do limite elevado para intervenção do VAR;

3. Melhorar a experiência dos torcedores por meio de uma redução nos atrasos, anúncios dos árbitros no estádio após uma mudança de decisão pós-VAR e, sempre que possível, uma oferta aprimorada de replays em tela grande para incluir todas as intervenções do VAR;

4. Trabalhar com a PGMOL (Professional Game Match Officials Limited) na implementação de um treinamento VAR mais robusto para melhorar a consistência, incluindo uma ênfase na velocidade do processo, preservando a precisão;

5. Aumentar a transparência e a comunicação em torno do VAR – incluindo comunicações expandidas do Matchcenter da Premier League e através da programação de transmissão;

6. A entrega de uma campanha de comunicação do VAR para torcedores e partes interessadas que buscará esclarecer ainda mais o papel do VAR no jogo para participantes e torcedores.

Utilização do VAR na Premier League (Foto: Sky Sports)
Utilização do VAR na Premier League (Foto: Sky Sports)

Wolverhampton

“Embora estejamos desapontados com o resultado da votação sobre o futuro do VAR na Assembleia Geral Anual de hoje, reconhecemos e aceitamos a decisão tomada pelos nossos colegas clubes e temos a certeza de que a Premier League está a levar a sério as preocupações dos clubes e adeptos”, dizia o comunicado oficial divulgado pelo clube.

“Saudamos o compromisso de melhorar o VAR, especialmente em áreas que abordam atrasos, consistência e experiência dos torcedores. Embora ainda acreditemos que o futebol da Premier League seria superior para torcedores, jogadores, treinadores e espectadores sem VAR, acreditamos que essas melhorias são cruciais para a integridade do jogo e para melhorar a experiência geral dos nossos adeptos no dia do jogo.

“Os Wolves continuam empenhados em trabalhar em estreita colaboração com a Premier League e o PGMOL para garantir que o VAR continue a evoluir e a servir melhor os interesses do futebol. Agradecemos os esforços que estão a ser feitos para resolver as questões que realizámos na nossa resolução e esperamos ver se as mudanças implementadas neste verão podem reverter o declínio na experiência dos nossos torcedores nos dias de jogo e no respeito pelos nossos dirigentes.”

(Foto: PA Wire)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *