arena corinthians neo química arena nfl
Brasileirão Futebol

Proposta do Corinthians para quitação da Arena é negada

O Corinthians teve sua proposta de liquidação do financiamento da Neo Química Arena recusada pela Caixa Econômica Federal. A oferta apresentada ao banco no início de novembro buscava saldar os débitos do estádio, propondo o pagamento de pouco mais de R$ 531 milhões.

A iniciativa contemplava a utilização dos R$ 300 milhões provenientes do acordo com a Hypera Pharma pelo naming rights do estádio, enquanto o restante seria destinado à aquisição, com um desconto de 90%, de dívidas que a instituição financeira teria que quitar no longo prazo junto a terceiros.

O presidente da Caixa, Carlos Antônio Vieira Fernandes, visitou a Neo Química Arena no final de novembro. Ao longo de 2023, o Corinthians transferiu aproximadamente R$ 100 milhões ao banco apenas em juros. No acordo vigente, o pagamento do valor principal, que ultrapassa os R$ 600 milhões e efetivamente reduziria a dívida, só começaria em 2025.

Paralelamente às negociações, o Corinthians, sob a gestão de Duilio Monteiro Alves, buscava oferecer ao mercado 49% da Neo Química Arena. A ideia era vender cotas de um fundo imobiliário, seja para um investidor de grande porte ou de maneira pulverizada na Bolsa de Valores.

“Sabíamos que ira impossível”, diz atual presidente do Corinthians

No início de seu mandato como presidente do Corinthians, Augusto Melo expressou ceticismo quanto a um acordo com a Caixa para quitar o estádio. Ele destacou sua descrença ao afirmar que, após perder a eleição de 2020 quando anunciaram a venda dos naming rights, sabia que a quitação com a Caixa era impossível.

Augusto Melo ainda citou declarações anteriores de Andrés Sanchez, desafiando-o a cumprir a promessa de mudar o nome do estádio se não quitasse a dívida até o dia 31.

“Perdi a eleição (de 2020) por alguns votos depois que anunciaram a venda dos naming rights. Agora tentaram (a quitação) com a Caixa e sabíamos que era impossível. Fui chamado de Pinóquio e vamos provar quem é Pinóquio. Ele (Andrés Sanchez) disse que mudaria de nome se não quitasse a arena até o dia 31. Vocês têm que cobrá-lo sobre mudar de nome”, disse Augusto Melo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *