neo química arena corinthians santos
Futebol Brasileirão

Santos espera decisão do Corinthians para definir mando de campo na Neo Química Arena

O Santos aguarda uma decisão definitiva da diretoria do Corinthians sobre o valor a ser cobrado pelo clube da capital na cessão de seu estádio, a Neo Química Arena, para uso no confronto de quartas de final do Campeonato Paulista. O alvinegro praiano apresentou proposta para o duelo contra adversário ainda não definido a ser disputado no dia 17 de março, um domingo.

Para o Corinthians, que matematicamente ainda possui chances de avançar às finais do estadual, e que disputaria as quartas de final como visitante, a locação de seu campo traria saldo positivo não só com o aluguel de seu campo, como também com o compartilhamento da renda obtida pelo Santos na partida. A equipe disputou no último domingo (25), jogo válido pela 10ª rodada da primeira fase contra o São Bernardo no estádio do Morumbi, e recebeu um público estimado em mais de 50 mil pessoas, contabilizando uma renda de R$ 2 milhões em bilheteria.

O Peixe está passando por uma fase de reconstrução após o descenso para a Série B de 2024, e pretende investir em mais jogos dentro da capital na temporada, sendo um de seus principais destinos no decorrer desse ano, o estádio do Pacaembu, agora sob direção da iniciativa privada, e que estará à disposição a partir do mês de abril.

Sobre o mando da última partida no estádio do São Paulo, o custo do aluguel para o Santos havia sido estimado em R$ 200 mil, porém, em acordo entre a diretoria de ambas equipes firmado ainda no ano passado, foi cedido ao Tricolor o uso da Vila Belmiro diante do Bragantino no último Brasileirão, e em troca, o Morumbi ao rival em um jogo, tornando-se um valor simbólico.

Já com o Corinthians, o Santos haverá de arcar com um valor ainda não definido pela direção do Timão e aguarda o preço que terá de desembolsar para locar e utilizar a NQA como mandante, além disso, contará também com as despesas fora deste aluguel. Segundo informações da ESPN, o Peixe gostaria de ter pelo menos R$ 800 mil a serem gastos no total com o possível jogo na Zona Leste de SP, valor aproximadamente gasto de forma total com o uso do estádio do Morumbi no domingo passado.

Porém, com o que foi apurado pela própria emissora, R$ 800 mil seria apenas o preço do aluguel do campo corintiano, o que dificultaria o fechamento da negociação entre os alvinegros.

Nem boa relação entre Santos e Corinthians traz garantias

Mesmo com a boa relação entre os presidentes Augusto Melo, do Corinthians, e Marcelo Teixeira, do Santos, que teve a posse de seu terceiro mandato prestigiada pelo cartola do Timão no começo do ano, a locação se dificulta pelo fato da equipe da capital não ter a mesma intenção que teve o São Paulo de ceder seu estádio simbolicamente e jogar na Vila. E como citado acima, os custos a serem arcados seriam maiores do que o previsto e estimado pelo alvinegro praiano. Resta saber se nos próximos dias, o acordo entre as direções rivais será fechado ou não.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *