Júlio Casares São Paulo
Futebol Brasileirão

São Paulo: Casares fala sobre Carpini e polêmica com Abel Ferreira

Nesta segunda-feira (18), o presidente Julio Casares falou sobre a situação envolvendo o futuro do técnico Thiago Carpini no São Paulo. O mandatário garantiu em entrevista ao canal ESPN que o jovem treinador seguirá no comando técnico e iniciará a Conmebol Libertadores como técnico mesmo após a frustrante eliminação nas quartas de final do Paulistão.

De acordo com o presidente do tricolor, não faz sentido demitir o técnico neste momento da temporada após o período de transição com Dorival Júnior ter sido bem executado. Além disso, cabe ressaltar que o jovem treinador consistiu em uma escolha do diretor Muricy Ramalho, extremamente respaldado pela direção do São Paulo.

Aspas de Julio Casares, presidente do São Paulo

“Toda eliminação é frustrante. Temos que entender que o Carpini chegou há dois meses e meio, teve problemas de contusões. Conseguiu um título da Supercopa, contra um grande adversário, quebramos um tabu. Ele está iniciando seu trabalho. Se tínhamos convicção em trazê-lo, depois de muitos estudos, não teria sentido agora, por causa da desclassificação, rasgar tudo o que foi feito. Com tranquilidade e serenidade, o trabalho continua. Os ajustes no dia a dia serão discutidos, é um trabalho feito no cotidiano.”

Casares voltou a falar sobre Abel Ferreira

Em outro momento da entrevista que antecedeu o sorteio da Libertadores, o presidente do São Paulo também falou sobre as atualizações em relação às polêmicas envolvendo o Palmeiras desde a disputa do Choque-Rei na fase de grupos do Campeonato Paulista. O presidente também afirma que respeitou o protesto de Abel na última entrevista coletiva com o minuto de silêncio.

“Nos cumprimentamos no voo, viemos juntos, almoçamos no mesmo local. É um tema superado, a instituição Palmeiras merece respeito. Aquele momento foi de prejuízo da arbitragem para nós, nenhum momento desrespeitei a instituição. O Mauricio Galiotte é um grande ex-presidente, sempre bom revê-lo. A Leila também, é uma grande amiga. Vamos nos encontrar e se abraçar de novo.”

“É algo pessoal que ele fez, eu respeito. Não patrulho as ações de ninguém. Temos que superar esse tema, respeito muito o Abel. Se ele fez esse ato, é algo pessoal. Não queremos voltar ao assunto, as instituições são fortes e estamos tentando formar uma liga juntos. Vamos torcer infelizmente do lado de fora para que tenhamos grandes semifinais e finais. Todo ato pessoal é pessoal, quem sou eu para dar opinião.”

Imagem: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *