Sousa Cruzeiro
Futebol Copa do Brasil

Sousa vence e elimina Cruzeiro na 1ª fase da Copa do Brasil

Nesta quarta-feira (21), o Cruzeiro foi eliminado de forma surpreendente na primeira fase da Copa do Brasil pelo Sousa após derrota por 2 a 0 no Estádio Marizão. O artilheiro Danilo Bala foi o heroi da classificação com os dois gols para a equipe paraibana, que avançou para a 2ª fase do torneio nacional.

Cruzeiro não conseguiu desempenhar tecnicamente

O Cruzeiro chegou para o confronto apostando em sua qualidade técnica com força máxima e os retornos de Marlon, Lucas Romero e Matheus Pereira, jogadores que estavam suspensos na última rodada do Campeonato Mineiro, além de Lucas Silva e Robert, ambos que estavam no departamento médico.

Do outro lado, o Sousa apostou principalmente em seu estádio como trunfo para tentar uma heroica classificação. O clube paraibano iniciou a partida com uma invencibilidade de mais de um ano em seu estádio, com 14 vitórias e dois empates desde o dia 25 de janeiro para os comandados do técnico Paulo César Schardong.

Durante o primeiro tempo, os paraibanos apostaram nos contra-ataques e em sua força defensiva com linhas em bloco baixo. As oportunidades surgiram através de falhas do Cruzeiro, fazendo o goleiro Rafael Cabral trabalhar bem durante a etapa inicial.

Aos 24′, uma das principais oportunidades de gol do jogo veio depois que Leiozinho dominou com espaço e girou o corpo para chutar firme no travessão de Rafael Cabral. Na sequência, o Cruzeiro respondeu com Dinenno recebendo de Matheus para dar um toque na medida para Arthur finalizar rasteiro, mas Bruno fez ótima defesa.

Antes do intervalo, nos acréscimos, Jackson percebeu que a bola parou em uma poça d’água e mandou um chute muito firme quase enganando Rafael, que fez uma excelente defesa. O gramado ficou bastante castigado pela tempestade que atingiu a região durante toda a partida.

Sousa não sofreu no segundo tempo e garantiu a vaga

Para o segundo tempo, o técnico Nicolás Larcamón apostou na entrada de Japa no lugar de Lucas Silva procurando reforçar o meio-campo e o campo ofensivo nas movimentações do terço final. Aos 8′, Arthur Gomes chegou a levar perigo em batida de bola perto da trave de Bruno Fuso em cobrança de falta na intermediária.

No entanto, uma sequência de erros dos dois lados foi a tônica do segundo tempo com pouca intensidade e nenhuma chance real de gol. Aos 21′, Aruã cobrou falta com extremo perigo e a bola passou perto de Adriano e Diego antes de sair pela linha de fundo.

Na reta final, o Cruzeiro passou a aceitar o empate como resultado ideal jogando com o “regulamento embaixo do braço” esfriando o jogo e diminuindo a intensidade, enquanto o Sousa apostou na saída do zagueiro Breno Cézar para colocar o atacante Goldeson, fato que iniciou o desfecho incrível da noite.

Aos 44 minutos do segundo tempo, Ewerton aproveitou sobra após toque de Aruã e balançou em cima da marcação para cruzar fechado, enganando o goleiro Rafael Cabral. A bola bateu na segunda trave e ficou viva na área para Danilo Bala surgir livre e mandar no fundo do gol mesmo de forma desequilibrada.

Larcamón apostou na entrada de Ian Luccas no lugar de Lucas Romero nos acréscimos, mas quem conseguiu mesmo se destacar foi Danilo Bala. Após chutão para frente, a bola desviou e o atacante dominou na intermediária para ajeitar e mandar um chute firme no ângulo, vencendo Rafael Cabral e eliminando o Cruzeiro.

Sousa 2-0 Cruzeiro

Imagem: Gustavo Aleixo / Cruzeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *