Vasco
Brasileirão Futebol

Vasco: Pedrinho avalia opções e não descarta volta de Ramón Díaz

Após o anúncio da demissão de Álvaro Pacheco nesta quinta-feira, 20, o presidente do Vasco, Pedrinho, está focado em buscar um novo treinador no mercado. Ele está analisando diversas opções e não descarta a possibilidade de Ramón Díaz retornar ao clube.

Ramón Díaz e seu auxiliar, o filho Emiliano, deixaram o Vasco há menos de dois meses, no dia 27 de abril, minutos depois da goleada sofrida para o Criciúma por 4 a 0, em São Januário.

Com a saída do diretor-executivo Pedro Martins, também anunciada hoje, Pedrinho assumirá pessoalmente as negociações para contratar um novo treinador. Ele já iniciou os contatos e está determinado a agir rapidamente, considerando a situação atual do Vasco no Brasileirão.

Apesar de ter sido anunciado após a liminar que devolve o controle do futebol ao clube associativo, Álvaro Pacheco foi uma escolha feita pela gestão da 777 Partners. Quando Pedrinho assumiu o comando da SAF do Vasco, o acordo já estava estabelecido.

Dessa vez, Pedrinho pretende não buscar um treinador estrangeiro. Ele prefere apostar em alguém familiarizado com o elenco e o futebol brasileiro. A diretoria reconhece que o novo técnico deverá ter um impacto imediato na equipe, que não conquista uma vitória no Brasileirão desde 12 de maio (quando venceu o Vitória por 2 a 1) e agora se encontra na zona de rebaixamento.

Situação crítica no Vasco

Pedrinho e seus colegas reconhecem que o Vasco estará lutando para evitar o rebaixamento. O time acumulou sete pontos em 10 rodadas e atualmente está em 17º lugar na tabela, apenas um ponto à frente dos últimos colocados, Fluminense e Grêmio.

Ramón Díaz, ex-Vasco (Foto: Gilson Lobo/AGIF)
Ramón Díaz, ex-Vasco (Foto: Gilson Lobo/AGIF)

Solução para possível briga judicial

A volta de Ramón Díaz também funcionaria como solução para um possível litígio.

O clube e o treinador têm interpretações divergentes sobre o que aconteceu após o jogo contra o Criciúma: o Vasco afirma que Ramón pediu demissão no vestiário, enquanto o técnico sustenta que foi dispensado.

O argentino e seus advogados se preparam para acionar o Vasco na Justiça para solicitar os direitos de uma eventual demissão, como a multa contratual. Com o retorno de Ramón, essa questão poderia ser resolvida.

Ramón e Emiliano estão no Rio de Janeiro neste momento.

(Foto: Ettore Chiereguini/AGIF)