Juan Pablo Vojvoda fortaleza
Futebol Brasileirão

Vojvoda analisa derrota para o Ceará na Copa do Nordeste

Em um dos principais jogos da rodada de clássicos da Copa do Nordeste, o técnico Juan Pablo Vojvoda acabou ficando insatisfeito. Na última quarta-feira (20), o Ceará venceu o duelo diante do Fortaleza com placar de 1 a 0 e atrapalhou os planos do Leão de buscar a liderança de seu grupo no torneio regional.

A atuação da equipe não deixou o torcedor irritado pois foram 15 finalizações ao todo e muitas chances de perigo a favor do Fortaleza no segundo tempo. No entanto, as tentativas desperdiçadas custaram caro e Raí Ramos conseguiu dar a vitória para o Ceará com um chute de fora da área. Em entrevista coletiva, Vojvoda disse que cobrará dos jogadores melhor desempenho nas conclusões.

Aspas de Juan Pablo Vojvoda, técnico do Fortaleza

“São situações particulares. A cobrança de falta do Marinho foi mérito do goleiro. Mas a cabeçada do Kuscevic, na trave, se vai dois centímetros mais baixo, entra no gol. Na situação do Pikachu, que sabe fazer gols, tivemos talvez um pouco de, não sei se má sorte, mas tínhamos que ter mais assertividade. Mas confio no Pikachu para voltar a fazer gols. Moisés, faltando cinco minutos, teve uma bola dele também. São situações muito claras, mas não convertemos e futebol se ganha com gols.”

“Filme repetido” no Leão

O problema da falta de pontaria nas finalizações é um velho problema no Fortaleza de Juan Pablo Vojvoda, fato que inclusive fez com que o Leão perdesse a disputa na decisão da Conmebol Sul-Americana diante da LDU em novembro de 2023. A situação segue neste ano, com roteiro repetido nos jogos da Copa do Nordeste e Campeonato Cearense.

“Criamos chances de gols e não convertemos, mas vamos continuar acreditando. Temos bons jogadores, confio neles. Por mais que o torcedor esteja chateado, vou aceitar as críticas. Mas as situações de gol estão lá. O torcedor vem ao estádio e o Fortaleza não chega nenhuma vez e joga mal? Chegamos, entende! Mas não estamos fazendo gols. Vou cobrar dos jogadores e corrigir, como sempre fiz. Não vou criticar meus jogadores porque realmente o digo, com sinceridade, acredito nos meus jogadores.”

Imagem: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *