r1098387 2 1296x729 16 9
NFL

Will Shipley, dos Eagles, pode surpreender na próxima temporada de Fantasy da NFL

O ex-running back de Clemson, Will Shipley, foi um All-American do time principal em 2022, e agora, na NFL, pode ser uma ótima pedida para os amantes de Fantasy.

Shipley foi escolhido na terceira rodada pelo Philadelphia Eagles no Draft de 2024 da NFL, essencialmente substituindo Boston Scott, que recentemente assinou com o Los Angeles Rams. Shipley terá significativamente menos trabalho como novato do que o veterano Saquon Barkley, o que pode não ser um bom presságio para seu valor no Fantasy.

Como disse Mike Fanelli, do Fantasy Pros: “Mesmo que o astro perca um tempo significativo, Shipley dividirá o trabalho com Kenneth Gainwell e perderá todas as tentativas de linha de gol para Jalen Hurts”.

Embora Hurts possa ter 41 touchdowns corridos em quatro anos com a equipe, o quarterback de 25 anos levou uma surra no ano passado e não terá o center All-Pro e futuro membro do Hall da Fama Jason Kelce abrindo caminho em 2024.

Will Shipley pode surpreender

Kelce se aposentou na entressafra. Ele será substituído por Cam Jurgens, que pode não ser tão eficaz na liderança do infame “tush-push” do time. Hurts teve o recorde de sua carreira com 15 touchdowns corridos na temporada passada, mas sem Kelce, esse número pode cair.

O histórico de lesões de Barkley também não deve ser ignorado. Desde que ingressou na liga como a segunda escolha geral no Draft da NFL de 2018, o ex-running back dos Giants perdeu 25 jogos possíveis da temporada regular. E a média da carreira de Gainwell de 298 jardas por temporada não assustará ninguém. Se Barkley se machucar, Gainwell poderá ter dificuldades como líder do time.

Em outras palavras, Shipley não deveria ser o primeiro, segundo ou mesmo terceiro running back escolhido em seu próximo draft de fantasy, mas ele dificilmente é uma reflexão tardia, como alguns acreditam. Este ano, fique de olho em Barkley e no fio de isenção onde Shipley poderia trabalhar à medida que a temporada avança.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *