corinthians atletico go
Brasileirão Futebol

Yuri Alberto marca, Gustavo Henrique é expulso ainda no primeiro e Corinthians apenas empata com o Atlético-GO fora de casa

Na noite desta terça-feira (11), Atlético Goianiense e Corinthians se enfrentaram em partida válida pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro no estádio Antônio Accioly, casa do Dragão.

Yuri Alberto marcou para o Timão no primeiro tempo, mas a expulsão de Gustavo Henrique mudou o cenário do jogo. No segundo tempo, Yuri ampliou para o Corinthians, enquanto o Atlético-GO pressionou e conseguiu diminuir com gol contra de Cacá, além de converter um pênalti nos minutos finais. O jogo terminou empatado em 2 a 2, com Carlos Miguel se destacando nas defesas pelo Corinthians.

O Corinthians vive um momento conturbado fora de campo, com o rompimento do patrocínio master, renúncia de diretores e pressão sobre o presidente Augusto Melo. Dentro das quatro linhas, a equipe também enfrentava dificuldades. Apesar de estar classificado na Sul-Americana e na Copa do Brasil, sua performance no Brasileirão não era satisfatória. Até então, havia marcado gol em apenas um jogo, na vitória por 3 a 0 sobre o Fluminense.

Uma outra notícia impactante que surgiu no clube foi a saída de Carlos Miguel para uma equipe da Inglaterra. Embora o goleiro tenha jogado, sua venda para o Nottinghan Forest é dada como certa nos bastidores. Além disso, o Corinthians enfrentou outros desfalques, como Fagner, devido a lesão, e Félix Torres, convocado para a seleção equatoriana. Para substituí-los, Matheuzinho e Gustavo Henrique foram as opções consideradas.

Yuri marca, mas Gustavo Henrique é expulso

Logo aos 3 minutos, Carlos Miguel mostrou o motivo de ser cobiçado no exterior ao fazer uma defesa espetacular em uma cabeçada venenosa de Shaylon. Foi um lance crucial que evitou um início complicado para o Timão. Mas o alívio veio aos 15 minutos. Numa ligação direta, Cacá encontrou Yuri Alberto, que com uma habilidade impressionante, driblou Alix Vinícius dentro da área e, com um chute certeiro de canhota, balançou as redes do adversário. O gol incendiou a torcida e deu ao Corinthians o controle do jogo.

Após abrir o placar, o time visitante parecia ter encontrado seu ritmo. O domínio corintiano era evidente, com toques precisos e uma pressão constante sobre o Atlético-GO. No entanto, aos 34 minutos, uma virada no cenário. Gustavo Henrique, em uma infelicidade, puxou Emiliano Rodríguez e, ao impedir uma cobrança rápida de lateral, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. A partir desse momento, a dinâmica da partida mudou drasticamente.

Com um jogador a mais, o Atlético-GO viu a oportunidade de buscar o empate. A pressão aumentou e as chances começaram a surgir. Carlos Miguel, uma vez mais, provou seu valor ao defender uma tentativa perigosa de Alix. Luiz Fernando também teve sua chance, mas mandou para fora, levando suspiros de alívio da torcida alvinegra.

Chuva de gols no segundo tempo

O segundo tempo começou com a mesma intensidade que marcou a primeira etapa. Logo nos primeiros minutos, Luiz Fernando recebeu pela esquerda da área e bateu com desvio. A bola sobrou, e Emiliano Rodríguez se jogou em uma disputa acirrada com Garro, mas o árbitro mandou o atacante se levantar, interpretando o lance como uma disputa legal.

Na sequência, uma bela jogada envolvendo Luiz e Guilherme Romão quase mudou o placar. O lateral-esquerdo, dentro da grande área, fez um corte de letra espetacular para o meio, ajeitando a bola para Shaylon. O chute, porém, encontrou a barreira formada por Cacá, e a bola sobrou tranquila para Carlos Miguel.

O Atlético-GO não se intimidou e continuou sua pressão incessante sobre a defesa do Corinthians. Aos 15 minutos da etapa complementar, uma cobrança de falta bem trabalhada deu mais uma chance ao Dragão. Shaylon, sempre perigoso nas bolas paradas, cruzou com precisão para a entrada da pequena área. Emiliano Rodríguez subiu bem, se antecipando à defesa, mas sua cabeçada passou à esquerda do gol.

Contudo, aos 18 minutos, quem balançou as redes foi o Timão. Em uma jogada que começou com Wesley lançando para o lado direito da área, Garro se esforçou para evitar a saída da bola pela linha de fundo e tocou para trás. Yuri Alberto, sempre atento, chutou de primeira, com força e precisão, mandando a bola no alto da rede e ampliando o placar.

Após o gol, a equipe de Jair Ventura subiu ainda mais as linhas de marcação, tentando sufocar o Corinthians. Aos 18 minutos, uma nova chance perigosa para o Atlético-GO: Alejo cobrou escanteio da esquerda, a bola foi desviada na primeira trave, e Luiz Fernando cabeceou completamente livre. A bola foi em cima de Carlos Miguel, que segurou firme, mostrando mais uma vez sua segurança.

Pouco depois, mais uma investida do Dragão. Luiz Fernando cruzou da ponta esquerda, encontrando Guilherme Romão no meio da área. Romão cabeceou com precisão, mas Carlos Miguel, em uma defesa espetacular, saltou no canto direito e espalmou a bola, evitando mais uma vez o gol adversário.

Apesar das tentativas frustradas, o Atlético-GO finalmente encontrou o caminho do gol aos 21 minutos. Luiz Fernando, em mais uma jogada pela ponta esquerda, encarou a marcação de Yuri Alberto e cruzou fechado. Cacá, ao tentar afastar de cabeça, acabou mandando a bola na bochecha da rede, marcando contra e reduzindo a vantagem corintiana.

E o Dragão não parava. Aos 29 minutos, Bruno Tubarão ficou com a sobra pelo lado direito da área e cruzou para o outro lado. Guilherme Romão, de primeira, mandou a bola na rede pelo lado de fora, arrancando suspiros da torcida.

Na sequência, uma chance ainda mais inacreditável foi desperdiçada: Max balançou para cima de Hugo, cortou para a canhota e cruzou fechado. Completamente livre na pequena área, Vágner Love chapou de canhota e mandou por cima do gol, desperdiçando uma chance claríssima.

Com 44 minutos no relógio, o jogo prometia emoção até o apito final. Hugo evitou um escanteio, mas adiantou demais a bola e acabou atropelando Max dentro da área. Pênalti para o Dragão. Shaylon, com segurança, bateu colocado no meio do gol. Carlos Miguel pulou para o seu lado direito, sem chance de defesa.

O gol de pênalti trouxe uma carga dramática para os minutos finais, com o Atlético-GO buscando desesperadamente a virada e o Corinthians lutando para segurar o empate. Cada lance era uma batalha e a tensão era palpável em campo e nas arquibancadas

O Dragão seguiu atacando, mas não conseguiu buscar a virada. 2 a 2 e um ponto para cada lado.

FT: Atlético Goianiense 2 x 2 Corinthians

Após o resultado, o Corinthians acumulou 6 pontos, saindo momentaneamente da zona de rebaixamento e alcançando o 15º lugar na tabela. Enquanto isso, o Dragão atingiu 5 pontos e permanece na 18ª posição.

Na próxima rodada, o Atlético-GO enfrentará o Fluminense fora de casa no sábado (15), às 21h (horário de Brasília). Enquanto isso, o Corinthians disputará o clássico Majestoso contra o São Paulo em casa no domingo (16), às 16h.