Zak Brown; Chefe McLaren
Automobilismo Fórmula 1

Zak Brown, da McLaren, critica Red Bull por pilotagem ‘perigosa’ de Verstappen

Zak Brown, chefe da McLaren, mostrou-se decepcionado com a Red Bull por supostamente ‘incentivar’ Max Verstappen a pilotar de forma agressiva. Ainda em meio ao ocorrido entre Max e Norris no GP da Áustria, Brown relatou que há aspectos que a FIA poderia reavaliar para garantir que tais incidentes, como o do último domingo (30), sejam tratados de forma mais eficiente no futuro.

No entanto, Brown afirmou que o que mais o incomodou foi a maneira como a Red Bull se comportou ao defender Max Verstappen, tanto nas mensagens de rádio durante a corrida quanto nas entrevistas após o Grande Prêmio. Ele também mencionou que isso reflete uma tendência da equipe austríaca em não respeitar as regras da Fórmula 1.

Falando sobre o ocorrido em uma entrevista antes do GP da Inglaterra, Zak Brown discorreu mais sobre o incidente na Áustria:

‘Também estou desapontado com uma equipe tão grande como a Red Bull, que quase incentiva isso, porque você ouve no rádio o que foi dito.’

‘Todos nós temos a responsabilidade de orientar nossos pilotos no pit wall sobre o que fazer e o que não fazer durante a corrida, então acho que precisamos respeitar os regulamentos. Vimos uma falta de respeito, seja em relação aos regulamentos financeiros ou esportivos, na pista, problemas com pais e coisas do gênero. Não é assim que devemos competir.’

‘Precisamos orientar nossos pilotos sobre o que é certo ou errado, e acho que se isso tivesse sido abordado antes, talvez o incidente não teria ocorrido.’

‘Portanto, é um incidente de corrida que eu acho que poderia ter sido evitado se o pit wall e os comissários estivessem mais atentos ao que os regulamentos dizem que você pode e não pode fazer’, disse o CEO da McLaren.

Quando questionado sobre os comentários de que a Red Bull não respeita as regras, e se falaria pessoalmente com Christian Horner, chefe da equipe austríaca, Brown respondeu:

‘Esse é o papel da FIA. Eu realmente não tenho nenhum interesse em falar com Christian’.

Zak Brown da McLaren Cobra Consistência e Profissionalismo dos Comissários da F1

Embora Norris e Verstappen já tenham escolhido deixar a história do ocorrido na Áustria para trás, Lando Norris afirmou que Verstappen não precisa lhe pedir desculpas. Zak Brown disse que acredita que há melhorias que podem ser feitas na forma como incidentes como o de domingo são tratados. Para o CEO da McLaren, é necessário haver mais consistência nas decisões dos comissários, o que talvez só possa ocorrer com a nomeação de profissionais qualificados.

‘Ao refletirmos sobre o fim de semana, e acho que isso é algo com o qual a FIA concorda, precisamos investir mais em nossa equipe de comissários para ter maior consistência na aplicação dos regulamentos’, disse Brown.

‘Acho que ser comissário em tempo parcial é um trabalho muito difícil. É bastante complexo e, portanto, fazê-lo em tempo parcial no nível em que a F1 se encontra é difícil. Max e Lando estavam apenas competindo, como era de se esperar, e até que alguém diga a Max que isso vai contra os regulamentos, ele não saberá.’

‘Por isso, acho que os comissários perderam oportunidades de tomar medidas’, completou o chefe da McLaren.

O incidente entre Norris e Verstappen ainda repercute nos bastidores da F1

Nos bastidores da Fórmula 1, o incidente entre Norris e Verstappen ainda gera muita discussão. Após Lando Norris minimizar o ocorrido com Max, o chefe da McLaren veio à imprensa para criticar a postura da Red Bull. Brown não está totalmente errado, pois Verstappen tem uma característica de pilotar de forma agressiva, até certo ponto imprudente.

Certamente, estamos falando de um talento geracional, o atual tricampeão mundial que provavelmente conquistará mais títulos nos próximos anos, mas é evidente que Verstappen adota uma postura mais agressiva e às vezes antidesportiva nas pistas, como evidenciado em alguns incidentes em 2021 envolvendo disputas com Lewis Hamilton.

Os comentários de Zak Brown também intensificam a crescente rivalidade entre Norris e Verstappen, McLaren e Red Bull. Com as duas equipes se destacando cada vez mais como as principais forças da F1, comentários como os do CEO da equipe inglesa podem se tornar mais frequentes.