Conmebol reconhece erro em pênalti sobre Vini Jr
Futebol Copa América Seleção Brasileira

Conmebol reconhece erro em pênalti não marcado sobre Vini Jr durante Brasil e Colômbia

A Conmebol reconheceu nesta quarta-feira, que houve erro de arbitragem ao não ter sido marcado um pênalti sobre Vini Jr, durante o empate entre Brasil e Colômbia por 1 a 1, em duelo válido pela terceira e última rodada do Grupo D da Copa América. O lance em questão foi registrado aos 42 minutos do primeiro tempo de partida disputada em Santa Clara, nos Estados Unidos, na última terça.

Em vídeo divulgado pela entidade máxima do futebol sul-americano na manhã de hoje, constata-se que o jogador brasileiro é realmente puxado pelo adversário colombiano, colocando por terra a argumentação e decisão do árbitro Jesús Valenzuela, e da equipe do VAR, que atestou a não marcação da penalidade máxima pelo juiz.

No minuto 42, em uma disputa de bola dentro da área, um defensor não toca a bola, e, como produto da disputa, é produzido um contato imprudente para a ação. O árbitro não consegue observar a ação e deixa que o jogo continue. O VAR, em sua checagem protocolar, analisa por distintos ângulos, velocidades e considerações e não consegue identificar que o defensor não toca a bola antes de entrar em contato imprudentemente com o atacante. O VAR confirma, de maneira incorreta, a decisão original de campo”.

— pontuou a Conmebol em vídeo reconhecendo a falha de arbitragem no pênalti não marcado sobre Vini Jr.

A jogada envolvendo o atacante Vini Jr e o lateral-direito Daniel Muñoz foi analisada durante dois minutos pela arbitragem de vídeo, e confirmou a decisão de Valenzuela incorretamente nos instantes finais da primeira etapa. O responsável pela equipe do VAR afirmou que o defensor da Colômbia “beliscou a bola” e recomendou ao árbitro argentino a continuidade do jogo sem o pênalti contestado pelo Brasil.

Seleção não terá o suspenso Vini Jr contra o Uruguai - Foto: Ezra Shaw/Getty Images
Seleção não terá o suspenso Vini Jr contra o Uruguai — Foto: Ezra Shaw/Getty Images

Brasil sofre contra a Colômbia e perde Vini Jr para decisão com o Uruguai

Após uma vitória convincente sobre o Paraguai na segunda rodada, a seleção brasileira sofreu para frear uma Colômbia invicta e que buscou o resultado para se consolidar como líder do grupo D na primeira fase da Copa América. A equipe de Dorival Júnior não conseguiu pôr a bola em jogo durante o confronto e foi dominada no decorrer da partida logo depois de sair à frente do marcador com Raphinha. Muñoz empatou ainda na primeira etapa e levou os colombianos a gritarem “olé” a cada nova jogada, terminando o duelo com seis finalizações a mais do que o Brasil (13 a 7).

O atacante Vini Jr acertou uma braçada em James Rodríguez no começo do jogo e acabou recebendo um amarelo que lhe tira de campo na próxima partida, diante do Uruguai. O jogador do Real Madrid tomou seu segundo cartão na Copa América e desfalca a seleção no duelo das quartas de final, a ser disputado neste final de semana.

Brasil e Uruguai se enfrentam no sábado às 22h (de Brasília), em Las Vegas, decidindo uma vaga nas semifinais da competição em Las Vegas. Quem passar, encara o vencedor do jogo entre Colômbia e Panamá, que será disputado às 19h.

Brasil comemora gol de Raphinha contra a Colômbia
Jogadores da seleção brasileira comemoram gol de Raphinha contra a Colômbia, pela Copa América — Foto: Thearon W. Henderson/Getty Images