canada venezuela copa america
Futebol Copa América

Copa América: Canadá bate Venezuela nos pênaltis e alcança histórica semifinal

O Canadá celebrou na última terça-feira (02) mais um aniversário de sua independência. Assim como a Venezuela, que teve nesta sexta-feira o seu feriado cívico de independência.

Também nesta sexta, em Arlington, as duas seleções entraram em campo pelas quartas de final da Copa América e, com direito a atuação brilhante do goleiro Maxime Crépeau e suas duas defesas na decisão por pênaltis, o Canadá levou a melhor e avançou para as semis logo em sua primeira participação no torneio, mostrando o porquê de serem uma das forças emergentes do futebol mundial.

Jacob Shaffelburg deixou os canadenses em vantagem nos instantes iniciais da partida antes de, na etapa final, Salomon Rondón anotar um golaço por cobertura, e forçar a decisão por penalidades.

Nas cobranças, o botafoguense Jefferson Savarino e Wilker Ángel, do Criciúma, pararam no goleiro canadense. Do lado do Canadá, Liam Millar e Stephen Eustaquio desperdiçaram, mas Alphonso Davies e Ismael Kone marcaram e selaram a classificação histórica.

O jogo

O Canadá tomou as iniciativas do jogo logo de início e só precisou de 12 minutos para abrir o placar. Em boa jogada de David, ele deixou Shaffelburg de frente pro gol para, da pequena área, arrematar sem chances pro goleiro Romo. A resposta da Venezuela quase veio aos 19, em cruzamento de Aramburu para o cabeceio de Martínez, onde Johnston apareceu para afastar o perigo.

Aos 30, foi os canadenses que tiveram o lance de perigo em chute com efeito de Laryea onde a bola sobrou para Larin, que se esticou todo mas não alcançou a bola. A dupla voltaria a levar perigo aos 5 do 2º tempo, em novo passe de Laryea para a conclusão de Larin por cima do travessão.

A Venezuela, até então sem inspiração ofensiva, assustou aos 13 em boa jogada de Soteldo para escapar da marcação e cruzar da linha de fundo para Bello tentar a cavadinha para a espalmada de Crépeau. A Vinotinto teria melhor sorte aos 18, em escanteio afastado pela zaga onde Rondón puxou o contragolpe e viu Crépeau adiantado e, do meio de campo, tocou por cobertura para marcar o golaço que deixou o placar em igualdade até o apito final. Nos pênaltis, Crépeau e Koné garantiram a festa canadense no Texas.

Final: Venezuela 1×1 Canadá (3×4 nos pênaltis)

Já com campanha memorável, os Canucks encaram a atual campeã Argentina em busca de um lugar na decisão, em duelo marcado para a próxima terça-feira em East Ritherford. Já a Vinotinto, que havia vencido as três partidas da fase de grupos, vê o sonho de repetir o feito de 2011, quando esteve entre as 4 melhores, parar nas mãos de Crépeau.

(Foto: Getty Images)