De Bruyne Manchester City
Futebol Outras ligas Premier League

De Bruyne avalia possibilidade de jogar na Arábia Saudita: “Tenho que pensar no meu futuro”

O meia Kevin De Bruyne teve mais uma grande temporada, apesar de ter tido problemas com lesões, foi crucial na conquista de outra Premier League para o Manchester City. Mesmo com a forte importância de sua presença no elenco de Pep Guardiola, o belga não deixa de lado a possibilidade de atuar no mundo árabe. Diversas equipes sauditas sondaram o camisa 14 dos Cityzens, que parece pensativo.

“Na minha idade você tem que estar aberto a tudo. Se fala de quantias incríveis de dinheiro na última fase da minha carreira. Para minha esposa, uma aventura exótica cairia bem. Tenho que pensar no meu futuro. Se eu jogar na Arábia Saudita por dois anos, ganharia o que não ganhei em 15 anos de carreira. Tenho que pensar no que isso pode significar”, disse De Bruyne, em entrevista ao jornal belga HLN.

A presença de mais um ano de contrato com o Manchester City, não impede Kevin De Bruyne de ser associado aos times asiáticos. Além da Arábia Saudita, tem MLS na jogada, interessada em contratar o meia belga, que está longe de pensar numa aposentadoria dos gramados. Ele colocou um ponto final em sua nova temporada pela equipe inglesa, mas desta vez, foram apenas 26 jogos em que atuou.

A lesão na coxa de De Bruyne na final da Champions League diante da Inter de Milão, foi um problema bem delicado para o meia belga. Depois de ter ficado fora do Mundial de Clubes, em que o City eliminou o Fluminense na final, ele teve chance de retornar num momento importantíssimo dos Sky Blues, que foram capazes de correr atrás do prejuízo diante do Arsenal.

De Bruyne seguindo exemplo de outras estrelas?

O meia De Bruyne não seria o primeiro a fazer esse grande movimento, de deixar a Europa rumo ao futebol asiático. Além dele, Cristiano Ronaldo seguiu o mesmo caminho, depois de sair do Manchester United fechou com o Al-Nassr e deu início ao movimento de atletas do futebol europeu para à Arábia Saudita.

Na sequência, nomes como Neymar, Benzema, Mané, Kanté, Roberto Firmino e outros fizeram o mesmo caminho.

Foto: Getty Images

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *