Dorival aponta erros da seleção em empate contra a Colômbia - Foto: Getty Images
Futebol Copa América

Após eliminação, Dorival Júnior vê coisas positivas na Seleção

O técnico Dorival Júnior admitiu as dificuldades enfrentadas pela Seleção Brasileira na eliminação para o Uruguai nas quartas de final da Copa América neste sábado, mas destacou que houve mais aspectos positivos do que negativos na campanha. Após o empate sem gols e a derrota por 4 a 2 nos pênaltis, Dorival fez uma análise detalhada do desempenho do Brasil no torneio.

“É natural que depois de uma partida como essa, tudo o que poderia ter sido levado em conta se apaga. Tenho de ter consciência clara. É natural que muitas coisas aconteceram na competição, não fizemos jogos de um ótimo nível tecnicamente falando, mas também não descarto nenhuma das partidas. Houve entrega, espírito de luta, a equipe nunca deixou de ir atrás do resultado, foi uma equipe valente sempre. Tivemos coisas muito mais positivas que negativas neste processo,” afirmou.

Durante a competição, o Brasil acumulou três empates e uma vitória, com um saldo de cinco gols marcados e dois sofridos. Na análise da partida contra o Uruguai, Dorival reconheceu a dificuldade do time em criar oportunidades e a eficácia da defesa adversária.

“A equipe adversária soube como marcar, abrimos, tivemos dois homens de finta pelos lados, tentamos com movimentações, infiltrações, troca de passes. Em termos de criação, não foi um grande dia. As duas zagas prevaleceram sobre os ataques,” complementou.

Dorival também admitiu que o Brasil não soube aproveitar a vantagem numérica após a expulsão de Nahitan Nández na parte final do jogo.

“Foi um jogo de muitos duelos e ‘trocação’, poucos momentos de lucidez técnica das duas equipes. A partir do momento em que ficamos com um jogador a mais, nos complicamos. Não tivemos essa lucidez de entrar com tranquilidade, com equilíbrio pelos lados do campo. Não aconteceu como queríamos.”

Dorival e a sequência da Seleção Brasileira

Agora, a Seleção Brasileira volta suas atenções para as Eliminatórias da Copa do Mundo, com os próximos jogos marcados para setembro contra o Equador, em casa, e o Paraguai. O Brasil ocupa a sexta colocação nas eliminatórias, e, no momento, ficaria com a última vaga direta para a Copa.