dudu palmeiras
Futebol Brasileirão

Dudu: Propostas, ofertas e idolatria no Palmeiras

A negociação entre Dudu e Cruzeiro no fim de semana passado não foi a primeira vez que o atacante quase deixou o Palmeiras. Nos nove anos em que está no clube, ele recebeu pelo menos 13 grandes ofertas de transferência, vindas de diversos lugares do mundo.

Antes de chegar ao Verdão, o camisa 7 foi alvo de uma disputa entre São Paulo e Corinthians. No final de 2014 e início de 2015, ele acertou salários e luvas com o Corinthians, enquanto o São Paulo negociou diretamente com o Dinamo de Kiev, da Ucrânia, que detinha seus direitos econômicos.

Na época, Dudu expressou seu desejo de se transferir para o Timão, que avançou nas negociações e ficou a uma assinatura de fechar o contrato. O jogador chegou a iniciar o processo para obter o visto americano, com o apoio do clube alvinegro, para participar da pré-temporada nos Estados Unidos.

Quase oficializado pelo Corinthians, o atacante mudou de rumo quando o Palmeiras entrou na negociação e rapidamente acertou com todas as partes envolvidas. A decisão surpreendeu muitos, mas logo ele se tornaria um símbolo da reconstrução do Palmeiras.

Idolatria e propostas tentadoras

Desde janeiro de 2015 no Palmeiras, Dudu rapidamente se tornou um ídolo. Com isso, as propostas para tirá-lo do Verdão foram inevitáveis. Em 2016, o clube recebeu as primeiras investidas do exterior. No meio do ano, o Jiangsu Suning, da China, ofereceu 8 milhões de dólares, e no final do ano, o Shenzhen, também da China, apresentou uma proposta de 9 milhões de dólares.

A partir daí, as ofertas continuaram chegando. Em 2018, o assédio foi intenso, com pelo menos cinco propostas. Em julho daquele ano, o Shandong Luneng, da China, ofereceu 12 milhões de euros. O Palmeiras, em excursão pela América Central, teve que decidir rapidamente. Mauricio Galiotte, então presidente, optou por segurar o jogador.

No final de 2018, o mesmo clube chinês voltou à carga com uma oferta ainda maior, mas o Palmeiras conseguiu manter Dudu no elenco. Em 2020, entretanto, ele acabou sendo emprestado ao Al Duhail, do Catar, após enfrentar uma acusação de agressão de sua ex-mulher, da qual foi inocentado posteriormente.

Retorno de Dudu ao Palmeiras

Após 36 jogos, 15 gols e 17 assistências no Catar, Dudu retornou ao Palmeiras. Em 2021, ele ajudou o time a conquistar a Libertadores. Em 2022, com 30 anos, ele renovou contrato até o fim de 2025, apesar de um desgaste nas negociações com a presidente Leila Pereira e seus empresários.

Uma grave lesão em agosto de 2023 o tirou dos gramados por 10 meses. A expectativa era que ele retornasse contra o Vasco, mas, sem entrar em campo, Dudu começou a negociar com o Cruzeiro. O Palmeiras aceitou vendê-lo por 4 milhões de dólares, mas o jogador voltou atrás e decidiu ficar no Verdão.

Após a negociação fracassada com o Cruzeiro, Dudu usou as redes sociais para afirmar que permaneceria no Palmeiras. O técnico Abel Ferreira comentou sobre a situação: Como Deus lida conosco. Quem nunca errou, que atire a primeira pedra.”.

Cronologia das principais propostas por Dudu

 

Ano Clube Valor da Proposta Período
2016 Jiangsu Suning (China) € 8 milhões + bônus Meio do ano
2016 Shenzhen (China) € 9 milhões Fim do ano
2017 Al Jazira (Emirados Árabes) US$ 8 milhões + bônus Meio do ano
2018 Changchun Yatai (China) R$ 50 milhões Começo do ano
2018 Al Ittihad (Arábia Saudita) US$ 9 milhões Meio do ano
2018 Pyramids (Egito) € 10 milhões + bônus Meio do ano
2018 Shandong Luneng (China) € 15 milhões Meio do ano
2018 Al Shabab (Emirados Árabes) US$ 9 milhões + bônus Fim do ano
2018 Shandong Luneng (China) € 15 milhões + bônus Fim do ano
2019 Al Ahli (Emirados Árabes) US$ 8,5 milhões + bônus Meio do ano
2019 Almería (Espanha) € 7,5 milhões + bônus Meio do ano
2020 Al Duhail (Catar) € 7 milhões (empréstimo) Meio do ano
2024 Cruzeiro (Brasil) US$ 4 milhões Meio do ano

(Foto: Cesar Greco/SE Palmeiras)