Kansas
MLB NFL Notícias

Governadora de Kansas assina projeto de lei para atrair Chiefs e Royals para o estado

A Governadora do estado de Kansas, Laura Kelly, assinou uma lei na sexta-feira (21) que permite ao estado atrair o atual bicampeão do Super Bowl, Kansas City Chiefs, e o time de MLB, Kansas City Royals, em detrimento ao estado vizinho Missouri, ajudando os times a pagar por seus novos estádios.

A ação de Kelly ocorreu três dias depois de o legislativo do estado, liderado por republicanos, ter aprovado a medida com supermaiorias bipartidárias, uma reviravolta que sinaliza a urgência com que as autoridades de Kansas consideram fazer as ofertas aos times.

As autoridades de Missouri argumentam que as discussões sobre a construção dos estádios ainda estão nos estágios iniciais. Eles afirmaram que a construção de um novo estádio leva cerca de três anos e ressaltaram que o aluguel do complexo existente que inclui os estádios um ao lado do outro dos times iria até janeiro de 2031.

A medida assinada por Kelly entra em vigor em 01 de julho e permitirá que os títulos cubram 70% dos custos de um novo estádio. Os times teriam 30 anos para pagá-lo com receitas de apostas esportivas, vendas de bilhetes de loteria estadual e novos impostos sobre vendas de álcool gerados na área ao redor de cada estado proposto.

 

ESTADOS MUITO PRÓXIMOS

A fronteira Kansas-Missouri divide uma área de Kansas City, com 2.3 milhões de habitantes com cerca de 60% da população vivendo no lado do Missouri.

As autoridades começaram a trabalhar na legislação depois que os eleitores da área metropolitana de Missouri se recusarem, em abril, a continuar com um imposto sobre vendas usado para manter o complexo de estádios existente. Os Royals delinearam um plano em fevereiro para construir um estádio de mais de US$ 2 bilhões no centro de Kansas City, Missouri, que estaria pronto para o início da temporada 2028, enquanto os Chiefs planejavam uma reforma de US$ 800 milhões em seu estádio atual, o Arrowhead.

Os advogados dos times disseram aos legisladores de Kansas que eles precisavam tomar a decisão sobre o futuro estádio dos times em breve para que estivessem prontos num futuro próximo. Alguns críticos sugeriram que as equipes estão colocando um estado contra o outro pelos maiores subsídios governamentais possíveis.

”Os Chiefs e os Royals estão praticamente nos usando”, disse a deputada estadual do Kansas, Susan Ruiz, uma democrata que votou contra o projeto.

 

SAÍDA DE KANSAS E POSSÍVEL MUDANÇA DE ESTADO

Os defensores de trazer as equipes para o estado de Kansas alertaram que, se nenhum dos estados agir com rapidez, uma ou ambas as equipes podem ir para outro estado. Vários economistas estavam céticos de que uma mudança faria sentido financeiro para um time ou para uma cidade-sede, tanto que tanto a NFL quanto a MLB exigem que a maioria absoluta dos proprietários aprove a mudança de cidade.

O plano teve o apoio de todo o estado, incluindo cerca de metade dos legisladores do oeste do Kansas, a 320 quilômetros do local do novo estádio.

Os legisladores aprovaram o plano de financiamento do estádio durante uma sessão especial na última terça-feira (18). Embora a lei de financiamento não nomeie especificamente os times ela é limitada aos estádios dos times da NFL e da MLB ”em qualquer estado junto ao Kansas”.

Prefeito do estado do Kansas City, Missouri, Quinton Lucas disse em entrevista coletiva que acredita que a sua cidade ”faça uma boa oferta” para manter os times na cidade e que os times ”estão em uma posição de crescimento excepcional”.

(Foto: Divulgação/K. City Chiefs)