Mundial de Clubes
Futebol Outras ligas

Mundial de Clubes 2025: Jogadores de Inglaterra e França entram na justiça contra a FIFA devido a realização da copa

Os sindicatos de jogadores da Inglaterra e da França, em parceria com a FIFPro, entraram com demanda em juízo contra a FIFA devido a realização do Mundial de Clubes 2025, que será realizado nos Estados Unidos. 

O grupo pediu ao Tribunal de Comércio de Bruxelas (Bélgica) para que o caso fosse levado ao Tribunal de Justiça da União Europeia. A intenção é que façam valer os direitos garantidos pela Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia, como a proibição de trabalho forçado, liberdade de trabalho, negociar acordos coletivos, ter condições saudáveis de trabalho, e período anual de férias remuneradas.

No mês passado, a FIFPro havia pedido à FIFA o adiamento do Mundial, alegando que a realização dele no período de férias do futebol europeu prejudicaria a saúde e o bem-estar dos atletas, enviando uma carta ao presidente da entidade, Gianni Infantino. Afirmando não ser atendido, o presidente da FIFPro, disse que essa é a última instância: 

“Uma vez que todas as tentativas de diálogo falharam, agora cabe a nós garantir que os direitos fundamentais dos jogadores sejam plenamente respeitados, levando a questão para os tribunais europeus e, portanto, ao Tribunal de Justiça da União Europeia. Não se trata de estigmatizar uma determinada competição, mas de denunciar tanto o problema subjacente como a gota d’água que fez o copo transbordar” – declarou o presidente da FifPro Europa, David Terrier.

 

A BRONCA COM O MUNDIAL DE CLUBES

Contando com o novo Mundial, serão três anos seguidos com competições internacionais marcadas para junho e julho (Eurocopa/Copa América em 2024, Mundial de Clubes em 2025 e Copa do Mundo em 2026). As entidades alegam que houve consultas com confederações continentais, ligas, clubes e jogadores, além de que organiza “uma pequena fração” de partidas de clubes por ano.

No ano passado, a Associação Europeia de Clubes (ECA) assinou um memorando de entendimentos com a FIFA, onde há promessas de cooperação na organização de competições de clubes e uma voz maior dos times em decisões comerciais da edição de 2025 do Mundial, o que afirmam não ter sido atendido. 

Ao todo, 12 clubes europeus estão no Mundial de Clubes. São eles: Manchester City e Chelsea (Inglaterra), Paris Saint-Germain (França), Real e Atlético de Madrid (Espanha); Bayern de Munique e Borussia Dortmund (Alemanha); Inter de Milão e Juventus (Itália); Benfica e Porto (Portugal); e RB Salzburg (Áustria).

(Foto: Getty Images)