James Rodríguez na chegada ao São Paulo e agora com a continuidade bancada por Muricy
Futebol Brasileirão

Muricy banca James e garante sua continuidade após colombiano voltar atrás ao pedir pra sair do São Paulo

O coordenador-técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, em entrevista aos jornalistas Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi na noite desta terça-feira (20), garantiu a reintegração do meia James Rodríguez ao elenco do Tricolor após o o colombiano pedir pra sair por sentir não estar sendo bem aproveitado desde sua chegada a Barra Funda. O jogador demonstrou arrependimento de ter pedido as contas e se desculpou após conversar com a comissão técnica do clube nos últimos dias.

Muricy relatou que James conversou com o treinador do São Paulo, Thiago Carpini, e afirmou que o atleta é um jogador acima do nível, cumpre regularmente seus horários nos treinamentos da equipe e que nunca criou confusões no ambiente desde que foi apresentado aos colegas de trabalho no ano passado. E que entende o pedido de desculpas do jogador depois do mesmo não tendo sido utilizado com a frequência esperada pelo próprio James e pelo torcedor são-paulino, que assim como no retorno de Lucas Moura ao Tricolor, depositou todas as suas esperanças no colombiano ex-Real Madrid.

Questionado sobre seu possível aproveitamento na Taça Libertadores e perfil para a competição continental, Muricy diz que o jogador pode sim jogar o torneio por ter respeito suficiente na América do Sul e preocupar seus adversários quando citado, e afirmou estar esperançoso por sua atuação e presença na reta final do Paulistão e na primeira fase da Libertadores.

Aspas de Muricy sobre a reintegração de James ao elenco tricolor:

“De todo esse tempo que esteve lá, ele sempre interagiu muito bem com a gente, e quando a gente encontra um jogador do nível dele, temos que puxar para o nosso lado. Ele nunca deixou de treinar, nunca tumultuou nosso ambiente, é respeitado e sempre foi respeitoso conosco, e os jogadores do São Paulo adoram treinar com ele por saber o quanto o cara é diferente.”

“Ele é um jogador muito respeitado dentro e fora da América do Sul, e quando a gente fala num jogador desses, nossa força aumenta muito, porque o adversário nos respeita muito mais. E ele mostrou boas atuações pela seleção dele nas eliminatórias, o que nos deixa ainda mais esperançoso para a reta final do Paulistão, conforme a gente inscrever ele na equipe, e pra Libertadores também.”

“O técnico tem de respeitar o jogador e encaixá-lo na equipe de forma que faça o jogador render, e é importante que ele tenha alternativas táticas pra poder colocar o jogador no time. Hoje todo mundo estuda todo mundo, e cada jogador tem a sua personalidade, seu ritmo de jogo. E com um jogador desses no elenco, é preciso mais do que nunca insistir, porque ele pode te surpreender.” 

Como citado por Muricy, James não poderá mais atuar pelo São Paulo na primeira fase do Campeonato Paulista pelo fato da lista estar fechada para novas inscrições, e em caso de lesão de algum atleta na fase final, o Tricolor poderá inscrevê-lo no estadual. O que também se sabe, e que travou a saída do meio-campista após seu pedido de demissão da equipe, foi que o clube não teria conseguido entrar em acordo financeiro com o jogador por não ter condições de pagar o acordo de rescisão contratual, além disso, outras equipes também não demonstraram interesse pelo passe do atleta para a temporada de 2024.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *