Futebol

Marta é a principal dúvida para a estreia do Brasil na Copa do Mundo

(por Rodrigo Rocha)A Seleção Brasileira estreia na Copa do Mundo Feminina na próxima segunda-feira (24), às 8h (de Brasília), contra o Panamá. A equipe da técnica sueca Pia Sundhage está praticamente definida, mas a grande dúvida paira sobre o principal nome do time: a Rainha Marta. A camisa 10 canarinho segue realizando trabalhos físicos para recuperar totalmente o condicionamento e o ritmo perdidos devido às últimas lesões sofridas que a tiraram praticamente de toda a temporada e dos últimos jogos da Seleção Brasileira. Em março de 2022, Marta rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo e precisou realizar uma cirurgia. Após retornar do longo período ausente, a Rainha foi convocada para os amistosos contra Inglaterra e Alemanha, em abril de 2023, mas acabou cortada por causa de outra lesão, dessa vez na coxa esquerda. Mesmo sem atuar constantemente, Marta foi convocada por Pia para a Copa da Austrália e da Nova Zelândia por ser uma liderança dentro e fora de campo. No entanto, ela não entrou em campo nos dois jogos preparatórios antes da estreia, realizados nos dias 13 e 17 de julho, aumentando a interrogação na cabeça dos torcedores e da técnica Pia. O mais provável é que Marta não inicie entre as titulares na segunda, no Hindmarsh Stadium, em Adelaide, na Austrália. Para evitar gerar mais ansiedade sobre o assunto, Marta não vem concedendo entrevistas. Quem falou com a imprensa após o treino dessa quinta-feira (20) foi a zagueira Antônia, que inevitavelmente foi questionada sobre a Rainha. “O departamento médico está cuidando da forma que acham que é melhor para prepará-la. O mais importante para a gente nesse momento é tê-la. Está tudo sob controle. No melhor momento ela estará com a gente e ela já está voltando aos poucos’, disse Antônia. Ciente da importância da melhor jogadora de todos os tempos para a equipe na tentativa do inédito título mundial, Antônia torce para que Marta possa ajudar o Brasil e fechar a carreira na Seleção com chave de ouro. “É muito importante ter a Marta dentro de campo e poder contar com a experiência dela. Sem dúvidas, é um gás a mais para a gente poder trazer essa estrela para que ela possa terminar o seu ciclo da melhor forma possível”, finalizou a zagueira. Lenda imortal Esta será a sexta Copa do Mundo de Marta. Ela esteve presente nos mundiais dos Estados Unidos (2003), da China (2007), da Alemanha (2011), do Canadá (2015) e da França (2019). Apenas a ex-volante Formiga disputou mais copas do que Marta. Além das mesmas edições disputadas pela Rainha, Formiga esteve presente nas mundiais da Suécia (1995) e novamente dos Estados Unidos (1999). Marta é também a maior artilheira da história das Copas entre homens e mulheres com 17 gols, à frente do alemão Klose (16) e do brasileiro Ronaldo (15). Considerando que a veterana de 37 anos marcou em todas as edições que disputou, esse número pode crescer durante a competição. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *