Portugal
Eurocopa Futebol Outras ligas

Portugal vence a Turquia por 3 a 0 e se garante na próxima fase da Euro

Na tarde deste sábado (22), Portugal e Turquia se enfrentaram pela 2ª rodada do Grupo F da Eurocopa 2024. O duelo aconteceu no Signal Iduna Park, em Dortmund. Ambas as equipes haviam vencido na estreia e lideravam o Grupo F, o que significava que quem saísse vitorioso nesse confronto estaria praticamente classificado para as oitavas de final. O grupo também incluía Geórgia e República Tcheca.

Portugal abriu o placar aos 21 minutos com Bernardo Silva, após um cruzamento de Nuno Mendes. Pouco depois, um erro defensivo da Turquia resultou em um gol contra de Akaydin, ampliando a vantagem para 2 a 0. No segundo tempo, Cristiano Ronaldo presentou Bruno Fernandes, que marcou o terceiro gol aos 10 minutos. A seleção portuguesa dominou a partida, controlando o meio-campo e neutralizando os turcos.

A Turquia entrou em campo escalada com Bayindir; Celik, Akaydin, Bardakci e Kadioglu; Ayhan, Çalhanoglu e Kokçu; Akgun, Yilmaz e Akturkoglu. Portugal, por sua vez, foi escalado com Diogo Costa; Cancelo, Pepe, Rúben Dias e Mendes; Bruno Fernandes, Palhinha e Vitinha; Bernardo Silva, Cristiano Ronaldo e Rafael Leão.

 

Portugal garante a vitória no primeiro tempo

Desde o início do jogo, os portugueses mostraram sua intenção de pressionar a Turquia e criar oportunidades. Logo aos 03 minutos, Portugal conseguiu sair da pressão adversária. Bernardo Silva, acelerando pela esquerda, fez um cruzamento preciso para Cristiano Ronaldo. O atacante, posicionado dentro da área pela direita, bateu de primeira, mas sem a direção necessária, mandando a bola direto para as mãos do goleiro Bayindir. Pouco depois, Bruno Fernandes recebeu a bola entre as linhas turcas e arriscou um chute de fora da área, mas a defesa turca conseguiu bloquear.

A Turquia respondeu rapidamente. Celik recebeu um ótimo lançamento pela direita e cruzou buscando Akturkoglu na pequena área. O atacante turco chegou dividindo quase em cima da linha, bateu prensado e sem direção, e ficou pedindo pênalti, que não foi concedido pelo árbitro.

Portugal abriu o placar aos 21 minutos. Nuno Mendes, em uma jogada rápida pela esquerda, chegou ao fundo e cruzou rasteiro buscando Cristiano Ronaldo. A zaga turca cortou parcialmente, mas o rebote caiu nos pés de Bernardo Silva. Da marca do pênalti, ele não desperdiçou e, com um chute forte e preciso, venceu o goleiro Bayindir.

Poucos minutos depois, a vantagem portuguesa aumentou de maneira inesperada. Em uma situação bizarra, Akaydin, com a bola controlada e Bayindir próximo para receber o recuo, não olhou para o goleiro e tocou a bola em direção ao gol, marcando contra. Foi um momento surreal, e a bola entrou lentamente no gol vazio, ampliando o placar para 2 a 0 a favor de Portugal.

A partir daí, Portugal continuou dominando a partida, mantendo a pressão alta e controlando o meio-campo com eficiência. A Turquia, visivelmente abalada pelo segundo gol, teve dificuldades para se reorganizar e criar jogadas ofensivas consistentes. Os portugueses, por outro lado, mostraram um futebol fluido e envolvente, consolidando uma vantagem justa e merecida ao final do primeiro tempo.

 

Bruno Fernandes marca no segundo tempo

O segundo tempo começou com a Turquia mostrando sinais de que queria reagir e voltar para a partida. Logo aos 03 minutos, Yazici arriscou um chute de longe com a perna esquerda, mas Diogo Costa, bem posicionado, agarrou a bola no meio do gol com firmeza, garantindo que Portugal mantivesse a vantagem.

No entanto, foram os portugueses quem realmente começaram a segunda etapa marcando. Aos 10 minutos, Cristiano Ronaldo recebeu um passe primoroso nas costas da zaga turca, ficando cara a cara com o goleiro. Em um ato de generosidade e visão de jogo, Ronaldo não foi fominha e tocou para Bruno Fernandes, que, com o gol escancarado e Bayindir completamente vendido, apenas empurrou a bola para as redes, ampliando a vantagem para 3 a 0.

Aos 20 minutos, Portugal quase marcou o quarto gol e Cristiano Ronaldo quase fez o seu primeiro na partida. Bernardo Silva, sempre ativo pela direita, acelerou e fez um cruzamento perfeito para Ronaldo, que estava livre na área. O atacante voou na bola, mas passou um pouco e não conseguiu colocar a direção necessária no cabeceio, desperdiçando uma chance clara.

A partir desse momento, a seleção comandada por Roberto Martinez passou a controlar o ritmo do jogo com maior tranquilidade. O meio-campo, liderado por Bruno Fernandes, ditava o ritmo das ações, enquanto a defesa, sólida e bem organizada, neutralizava as tentativas de ataque da Turquia. Os turcos, apesar de alguns lampejos de criatividade, não conseguiam encontrar espaços para ameaçar seriamente a meta defendida por Diogo Costa.

Portugal ainda teve outras oportunidades ao longo do segundo tempo, mas faltou um pouco de precisão nas finalizações para transformar o domínio em uma goleada mais expressiva. Cristiano Ronaldo, sempre perigoso, continuou sendo uma ameaça constante para a defesa turca, mas não conseguiu converter suas chances em gol.

A partida se encaminhou para o final com Portugal confortável no placar e demonstrando uma superioridade clara sobre a Turquia.

FT: Turquia 0 x 3 Portugal.

 

ANÁLISE FINAL

Com a vitória, Portugal garantiu a classificação para a próxima fase e se isolou na liderança do Grupo F com 6 pontos, enquanto a Turquia permanece em segundo lugar com 3 pontos. República Tcheca e Geórgia completam a classificação do grupo com um ponto cada.

Já classificada, a seleção portuguesa encerrará a fase de grupos enfrentando a seleção da Geórgia na quarta-feira (26) na Veltins-Arena, às 16h (horário de Brasília). A Turquia, ainda brigando por uma vaga na próxima fase, enfrentará a República Tcheca também na quarta-feira (26) às 16h (horário de Brasília) no Volksparkstadion.

(Foto: Divulgação/X Seleção Portugal)