Atlético-GO e Criciúma, BR 2024
Futebol Brasileirão

Com gol de falta no último lance, Criciúma vence Atlético-GO de virada em Goiânia

Pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, Atlético-GO e Criciúma se enfrentaram na noite da última quarta-feira (19), no estádio Antônio Accioly, em Goiânia. O confronto direto entre as equipes na parte dois da tabela e que brigam pela permanência na Série A foi equilibrado, e decidido no último lance do jogo, que deu vitória aos catarinenses de virada por 2 a 1.

O Dragão goiano abriu o placar na primeira etapa, porém, acabou surpreendido pelo Tigre, que tendo dois jogos a menos que parte de seus concorrentes na luta contra o Z-4, respira aliviado por conseguir ficar fora da degola nesta rodada, após quase dois meses sem vencer. Confira agora, um resumo da partida.

Como foi Atlético-GO e Criciúma?

Com o jogo na mão desde o início, o Atlético-GO se aproveitou do fator casa e do apoio da torcida para abrir o placar aos 10 minutos do primeiro tempo com Guilherme Romão. O lance surgiu numa bobeada da defesa adversária que deixou Luiz Fernando dominar e cruzar para Shaylon, que acionou Romão na meia-lua e finalizou de fora da área, sem chances para o goleiro Alisson.

Após o gol, o Dragão permanece criativo, mas deixa espaço suficiente para o avanço do Criciúma no jogo e uma chegada perigosa com Ronald, que teve um chute desviado pelo próprio colega de equipe Arthur Caíke. Ao final da primeira etapa, os donos da casa chegam a ter um pênalti marcado sobre Luiz Fernando, mas depois do árbitro Alex Gomes Stefano ser chamado na cabine do VAR, a jogada foi indeferida e manteve o Atlético-GO com 1 a 0 no Antônio Accioly.

O segundo tempo começa com mudanças no rubro-negro, que buscava administrar a vantagem conquistada no comecinho e via o perigo rondando a meta de Ronaldo a cada nova intervenção dos catarinenses na partida. O Criciúma se aproveita e cresce no campo de jogo, e após os 10 minutos, o empate quase sai num lance de Arthur Caíke, que chega a mandar a bola para o fundo da rede, mas tem o golaço de fora da área anulado por posição irregular na jogada.

Depois do gol anulado aos 12 minutos, o Tigre enfim empata aos 14, com Newton aproveitando um rebote de Bolasie e finalizando com força para marcar 1 a 1 em Goiânia. Aos 17, a virada quase sai com Ronald, e aos 22, Bolasie chuta à queima-roupa e obriga Ronaldo a se contorcer para defender e evitar o gol dos visitantes, que impedem o movimento do Atlético-GO praticamente em toda a etapa final. O Dragão reage aos 36 minutos com Max, que termina num lance defendido pelo goleiro Alisson.

Quando tudo parecia se encaminhar para mais um jogo sem vitória e presença confirmada na zona de rebaixamento, eis que os acréscimos mudam a história do Criciúma na partida. O Tigre consegue uma falta no último lance de jogo após uma chegada forte do goleiro Ronaldo sobre Allano, que termina em expulsão do arqueiro do Atlético-GO e garante uma bola parada bem próxima da área rival. Tendo feito as cinco substituições, o Dragão não consegue colocar outro goleiro em campo e improvisa Luiz Fernando na meta rubro-negra, mas não impede a virada catarinense.

Aos 57 minutos, Trauco, de falta, faz um golaço que dá ao Criciúma seu primeiro triunfo no Brasileirão após dois meses da única vitória sobre o Vasco, e põe o aurinegro fora do Z-4 com 9 pontos ganhos em oito partidas disputadas. Final, Atlético-GO 1, Criciúma 2.

Vencendo fora de casa pela segunda vez no campeonato, os catarinenses se estabilizam na décima quarta colocação, e veem os goianos em seguida, em décimo quinto lugar, com oito pontos ganhos em dez jogos disputados. O Atlético-GO entra em campo na próxima rodada contra o Cuiabá na Arena Pantanal, no próximo sábado, às 18h30, enquanto o Criciúma joga no domingo, no mesmo horário, contra o Internacional no Heriberto Hülse.

Análise Final

Para duas equipes em conflito contra a zona de rebaixamento, Atlético-GO e Criciúma fizeram um jogo de bom desempenho, e apresentaram o possível para sair com a vitória, que lhes trariam respiro entre os outros concorrentes ao descenso para a Série B do ano que vem.

O Dragão se apresentou incisivo no começo, mas perdeu força a partir do finalzinho do primeiro tempo, quando deixou o Tigre se organizar e buscar o prejuízo sofrido logo nos primeiros 15 minutos de jogo fora de casa, e lhe colocava no Z-4. As mudanças feitas por Jair Ventura na segunda etapa vieram a calhar de maneira favorável ao adversário, que se atreveu a construir uma virada com finalizações de fora da área e soube levar perigo de maneira constante à meta atleticana, que perdeu muito ao ter Ronaldo expulso de forma vergonhosa nos acréscimos.

Um carrinho mudou a história do jogo e deu uma tremenda dor de cabeça para os donos da casa, que sem poder fazer uma nova substituição ao goleiro Ronaldo, expulso, viram o peruano Trauco decidir a partida em favor do Criciúma de Cláudio Tencati, e poder ficar de fora da zona de rebaixamento nesta rodada, chegando mais tranquilo para o duelo em casa diante do Inter no final de semana. O Atlético-GO, que buscava consolidar uma boa fase depois de vencer o Fluminense no Rio, agora vai ao Mato Grosso encarar um Cuiabá motivado e com três vitórias em quatro jogos, tendo um tremendo abacaxi para descascar.

Foto: Ingryd Oliveira / ACG