Thiago Carpini São Paulo
Futebol Brasileirão

Thiago Carpini rasga elogios à Muricy em apresentação no São Paulo

Nesta segunda-feira (15), Thiago Carpini foi apresentado como novo técnico do São Paulo no CT da Barra Funda. O jovem treinador de 39 anos chega para substtuir Dorival Júnior no maior desafio de sua curta carreira no comando de uma equipe.

Na temporada 2024, o ex-técnico do Juventude terá pela frente competições inéditas em sua carreira com o Brasileirão Série A e principalmente a Conmebol Libertadores, além de defender o título do tricolor paulista na Copa do Brasil e a tentativa de retomar o título do Campeonato Paulista. Thiago Carpini também terá pela frente a Supercopa do Brasil, em clássico diante do Palmeiras.

Thiago Carpini é um dos mais jovens na história do São Paulo

Um dos principais questionamentos da imprensa consistiu justamente na falta de experiência do jovem treinador. Thiago Carpini, com apenas 39 anos de idade, respondeu dizendo que considera aceitável o receio de alguns torcedores e setores da imprensa.

“Tenho ouvido muito em relação à idade. É uma coisa que tem sido pauta em alguns questionamentos e acho perfeitamente aceitável. Mas eu me preparei para esse momento. Vejo uma oportunidade muito grande. Creio que nesse momento é a maior delas. E acho que a capacidade não está atrelada à idade. Todo mundo foi jovem um dia, teve uma primeira vez.

“Essa é a minha primeira de dirigir um clube desse tamanho. A gente só se torna mais experiente ou mais vivido em determinadas situações passando por elas. Antes da idade, enalteço mais a coragem do São Paulo de me oportunizar. Vejo um grande desafio, mas prefiro ver o copo meio cheio: é uma grande oportunidade.”

Pressão na temporada pós-título da Copa do Brasil

Em outra oportunidade, Thiago Carpini foi questionado sobre a pressão que estará rondando o trabalho pelo fato de assumir um clube recém campeão da Copa do Brasil com diversos jogadores experientes e de grande peso dentro do elenco.

“Chego a um time vitorioso, campeão. O ano passado teve frutos inéditos. Normalmente quando o treinador assume um projeto é por um insucesso, mas assumimos um trabalho excelente do professor Dorival. É um contexto diferente, um trabalho bem feito, realizado. São situações de futebol, podemos pensar diferente, mas é uma linha a ser seguida, colocar algumas ideias, sugerir algumas ideias, e no dia a dia a gente propor para ver como vai ser a aceitação.

“Como pretendo lidar com isso, da idade? Com a mesma verdade, a mesma sinceridade. A gente cria um bom relacionamento, cria vínculo. Me colocando no lugar do atleta para tomar algumas decisões. Sabemos o tamanho da capacidade individual desse elenco. Estamos procurando uma equipe forte e competitiva para o São Paulo.”

Auxílio de Muricy Ramalho neste início de temporada

Por fim, Thiago Carpini rasgou elogios ao coordenador técnico Muricy Ramalho, extremamente presente no CT da Barra Funda neste início de temporada para auxiliar o jovem técnico em sua função no São Paulo.

“Eu me senti muito seguro pela maneira que o São Paulo me abordou, os processos internos da diretoria, do Rui, as conversas com o Muricy. É inevitável a referência que ele é para nós, treinadores jovens. Trabalhar num clube dessa grandeza tendo um respaldo de um cara como ele, é um privilégio. No sábado ele falou sobre a relação que ele tinha com o Telê. Eu quero que o Muricy seja o meu Telê. Sou desprovido de vaidade e quero aprender com ele – falou o técnico, lembrando que o vitorioso Telê foi o mestre de Muricy no começo do treinador no Tricolor.”

Imagem: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *