Tuchel, saída do Bayern de Munique
Bundesliga Futebol

Tuchel reafirma saída do Bayern de Munique: “Não tivemos um acordo”

Apesar da iniciativa do Bayern de Munique em permanecer com Thomas Tuchel à frente do time, o treinador já afirma de maneira categórica que não fica para a próxima temporada. O técnico alemão, de 50 anos, manifestou que sua continuidade já havia sido discutida com o clube, porém, a falta de um acordo com a direção apontou o caminho para sua saída, conforme combinado há três meses.

Tuchel se despediu do CT bávaro nesta sexta-feira por meio de uma coletiva de imprensa e deixou claro que a decisão tomada ainda em fevereiro segue de pé, apesar do interesse da alta cúpula do Bayern de Munique em mantê-lo como treinador para a temporada 2024/2025, que começa em julho. O desejo da diretoria em seguir com o profissional, contratado em 2023, foi relatado pela imprensa da Alemanha e pelo jornal britânico The Guardian.

Esta é a minha última entrevista coletiva em Säbener Strasse (CT do Bayern). Nosso acordo de fevereiro permanece de pé. Conversamos sobre isso de novo recentemente, mas não chegamos a um acordo.

Thomas Tuchel, técnico do Bayern de Munique
Thomas Tuchel, técnico do Bayern de Munique, em entrevista coletiva — Foto: Divulgação / Bayern de Munique

Além da diretoria do Bayern de Munique sinalizar interesse na continuidade, o próprio Thomas Tuchel também acreditava numa renovação de vínculo com o clube até 2026. Fato o qual não se concretizou devido o time ter acreditado que o técnico seguiria até o final da atual temporada europeia. O agente de Tuchel, Olaf Meinking, esteve na sede dos bávaros e se reuniu com dirigentes para negociações que não tiveram avanços significativos.

Jornal britânico afirma que Tuchel pode ir para o Manchester United

Além de noticiar o desejo do Bayern de Munique em permanecer com Thomas Tuchel no comando da equipe, o The Guardian anunciou que o Manchester United tem o treinador alemão como uma de suas opções para substituir o holandês Erik ten Hag, pressionado pela série de resultados negativos no clube inglês. Com passagem pelo Chelsea, tendo conquistado uma UEFA Champions League e um Mundial de Clubes contra o Palmeiras, Tuchel vê um possível retorno à Premier League com bons olhos.

Thomas Tuchel Chelsea
Thomas Tuchel no comando do Chelsea em 2022 — Foto: James Gill/Danehouse/Getty Images

A saída de Tuchel do Bayern foi acertada ainda em fevereiro, diante da sequência de tropeços dos bávaros, que culminaram em eliminações e a perda do título alemão após 12 anos de hegemonia nacional, derrubada pelo Bayer Leverkusen. O técnico do próprio Leverkusen, o espanhol Xabi Alonso, foi um dos cotados pelo Bayern de Munique, porém, preferiu permanecer na equipe, que disputa a grande decisão da UEFA Europa League diante da Atalanata no próximo dia 22.

Além de Xabi, o Bayern também procurou seu ex-treinador, Julian Nagelsmann, que recentemente confirmou sua permanência na seleção da Alemanha até 2026, ano da Copa do Mundo, e outros nomes como o ex-Manchester United Ralf Rangnick, que recusou uma oferta do clube para continuar na seleção da Áustria, Oliver Glasner, técnico do Crystal Palace, e que não avançou nas negociações. Os alemães cogitam também um retorno de Hansi Flick ou a contratação a peso de ouro do técnico do Brighton, Roberto de Zerbi.

Após a série ruim que obteve no início do ano, Thomas Tuchel conquistou o carinho e a confiança da torcida do Bayern nos últimos meses, às vésperas do final de seu contrato. Torcedores e simpatizantes bávaros chegaram a fazer uma petição pedindo sua continuidade no comando da equipe. Quando questionado sobre permanecer no Bayern de Munique, durante a semifinais da Liga dos Campeões contra o Real Madrid, o técnico afirmou há época que “tudo era possível” diante de um possível segmento de seu trabalho.

Doze anos após uma sequência de temporadas com títulos, o Bayern de Munique encerra a temporada 2023/2024 sem conquistas e agora, busca terminar a Bundesliga com um vice-campeonato. Com 72 pontos, dois a mais que o Stuttgart, os bávaros visitam o Hoffenheim neste sábado, às 10h30 (horário de Brasília), no jogo que marca a despedida oficial de Thomas Tuchel do comando técnico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *