Michał Oleksiejczuk
Lutas UFC

UFC 302: Michal Oleksiejczuk diz que braço não quebrou em luta e discordou de paralisação em entrevista

No card principal do UFC 302, realizado no último sábado (01) no Prudential Center em Newark, o polonês Michal Oleksiejczuk perdeu para o americano Kevin Holland por finalização técnica no primeiro round, após o árbitro Herb Dean considerar que o seu braço se contorceu perigosamente.

Em entrevista ao portal estadunidense MMA Junkie nesta terça-feira (04), Michal disse que embora seu braço estivesse dobrado de maneira estranha, ele não quebrou. Enquanto ainda aguarda os resultados de uma ressonância magnética para ver o que de fato ocorreu, o lutador afirmou que a paralisação foi incorreta:

“Eu me sinto bem, minha saúde mental está bem. Meu braço não está quebrado, acho que quero uma briga em alguns meses. Essa paralisação não é boa. Não está correto, na minha opinião. Acho que se a luta fosse mais longa, minha chance nessa luta seria melhor” – afirmou o polonês.

De acordo com as Regras Unificadas do ABC, uma submissão técnica é definida como “quando um ato de submissão legal resulta em inconsciência ou osso(s)/articulação(s) quebrado(s)/luxado(s)”. A decisão de interromper uma luta com base em um membro contorcido é um tanto subjetiva, à discrição do árbitro – e, neste caso, Michal acha que Dean julgou mal:

“Esta é a minha carreira. Esta é a minha escolha. Eu sou realmente um guerreiro. Eu quero lutar sempre. Na minha opinião, a escolha é minha: tocar ou não… Não sei, mas minha opinião é muito simples. Sou um guerreiro e esse é o meu trabalho. Quero mostrar as melhores lutas. Quero mostrar lutas muito emocionantes. Isso é tudo.”

Michal Oleksiejczuk não informou se pretende apelar da decisão ao Conselho de Controle Atlético do Estado de Nova Jersey (NJSACB), pois pretende esperar os seus resultados médicos chegarem para tomar essa decisão. O CEO do UFC, Dana White, concordou com a paralisação de Dean e acha que o árbitro deveria intervir para evitar lesões debilitantes.

Além dos pensamentos expressos publicamente, o técnico de Michal, Ivan Kirillov, disse ao MMA Junkie que White os abordou no evento para elogiar a resistência de seu lutador:

“Dana White veio até mim e disse que não queria machucá-lo. Não é sobre ele. É sobre a saúde dele. Ele disse que Michal é muito durão, mas eles não querem que ele se machuque por causa disso, por causa daquela situação” – afirmou o treinador.

 

MICHAL OLEKSIEJCZUK RECEBE MENSAGENS DE APOIO

Michal perdeu lutas consecutivas e três das quatro mais recentes, tornando a derrota um pouco mais dolorosa. Com o respeito de seu promotor e mensagens positivas de fãs ao redor do mundo, o polonês espera que sua próxima luta seja sob a mesma bandeira, especialmente considerando que ele recentemente assinou um novo contrato multifight:

“Veremos se meu braço está bem. Quero seguir em frente e lutar com os melhores lutadores desta categoria. Só quero seguir em frente e lutar novamente o mais rápido possível, assim que estiver recuperado. Só quero dizer isso a todos os fãs porque recebi muitas mensagens de todo o mundo. Houve boas palavras para mim” – Concluiu.

(Foto: Reprodução)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *