Atlético
Futebol Brasileirão

Atlético-MG: Clube ironiza árbitro em postagem e dono da SAF cobra união de clubes por erros

A polêmica envolvendo a arbitragem do jogo entre Atlético-MG X Palmeiras, ocorrido na noite de ontem (17), no Brasileirão, ainda está rendendo. Horas após o término da partida, que culminou no placar de 4 a 0 ao Verdão, o clube usou as redes sociais para ironizar o árbitro Rodrigo José Pereira de Lima pela expulsão de Hulk no primeiro tempo, alegando que os relatos presentes na súmula não condizem com os fatos.

Em uma postagem, foi utilizada uma dublagem do ator Gustavo Machado para embasar a declaração contra Rodrigo, o comparando ao ex-árbitro José Roberto Wright, que expulsou cinco jogadores do Galo em duelo contra o Flamengo, na Libertadores de 1981.

“Com qual adjetivo podemos definir a arbitragem de ontem? A julgar pela dublagem, uma conclusão é certa: o sr. Rodrigo “Wright” Pereira de Lima faltou com a verdade na súmula do jogo” – afirma a postagem.

Na súmula, Lima explica os dois cartões amarelos por reclamação ao atacante. Tudo isso aconteceu após uma disputa de bola do paraibano com Zé Rafael e Murilo no meio de campo. Hulk cai, e o árbitro marca falta para o Atlético. O atacante se levanta parecendo reclamar de algo e leva o primeiro amarelo.

“Apita logo, caralho”, disse o jogador, de acordo com o documento.

Logo depois, seguiu falando com o árbitro e levou o segundo amarelo, sendo expulso. O árbitro não destaca nenhuma ofensa, mas cita duas situações: 

“O mesmo partiu em minha direção acintosamente, ficando face a face e gritando de forma desrespeitosa.”

 

DONO DO ATLÉTICO COBRA UNIÃO DOS CLUBES POR ERROS DE ARBITRAGEM

E as queixas não pararam por aí. Rubens Menin, dono da SAF do Atlético-MG, se pronunciou nas redes sociais, na manhã desta sexta-feira (18), criticando a expulsão de Hulk e prometendo “medidas cabíveis”. Na mesma postagem, Menin também cobrou os clubes que se unam pedindo providências aos erros de arbitragem no futebol brasileiro:

“O Atlético tomará todas as medidas cabíveis, mas sinto que enquanto todos os clubes não conseguirem enxergar além dos resultados momentâneos para se unir e cobrar a profissionalização da arbitragem no Brasil, o problema continua longe de ser resolvido.” – disse Menin.

A expulsão de Hulk gerou revolta em jogadores, comissão técnica e dirigentes do Atlético-MG. A explicação do árbitro na súmula gerou revolta em Menin, que não considerou desrespeitosa a pergunta de Hulk após levar o primeiro amarelo:

“Fica a pergunta: desde quando isso é motivo de expulsão? E onde está o desrespeito em questionar o motivo de um cartão amarelo após uma falta que o próprio jogador sofreu? Além de jogarmos quase toda a partida com um a menos, é inegável o impacto que uma injustiça dessas proporções tem na equipe.” – concluiu.

Com a expulsão, Hulk será desfalque diante do Vitória, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro, na próxima quinta-feira (20), no Barradão, em Salvador. Paulinho, expulso por agressão em Marcos Rocha após o apito final, também será desfalque.

(Foto: Gilson Lobo/AGIF)