bastos gol botafogo fluminense e1718153957103
Futebol Brasileirão

Botafogo amassa o Fluminense, mas vence por 1 a 0, assumindo a liderança do Brasileirão

Botafogo e Fluminense foram ao Engenhão em momentos completamente diferentes. O time da casa queria vencer o rival para assumir a liderança provisória do Brasileirão, enquanto o Tricolor só pensava em sair da zona do rebaixamento.

Apresentando um futebol muito mais organizado, rápido e vistoso, o Botafogo trabalhou o tempo todo no campo do Fluminense, criando chances em abundância e jogando como quem quer o título.

Desta forma, o Botafogo cumpriu o objetivo, chegou à liderança da competição e reafirmou ser um dos melhores times do Brasil na atualidade.

Botafogo pressiona muito, mas não abre o placar

O Botafogo começou o jogo a mil por hora, em cima do Fluminense. Aos quatro minutos, depois de ensaiar uma pressão desde o início, uma jogada muito bem feita do Fogão quase resultou em gol.

Júnior Santos passou para Luiz Henrique, que cruzou para Tchê Tchê ajeitar de cabeça e Tiquinho Soares fuzilar com muito perigo.

E o Botafogo seguia intenso no ataque. Aos 7’, Júnior Santos avançou em velocidade e bateu cruzado assustando o goleio Fábio.

Após a pressão absurda do Glorioso, o jogo se tornou mais tenso e pegado, com faltas e reclamações. Porém, o Botafogo ainda era perigoso. Aos 18’, Júnior Santos, novamente, assustou o Fluminense, entretanto, Fábio fez boa defesa.

Cinco minutos depois, Júnior Santos teve mais uma oportunidade clara de gol, saindo na frente de Fábio, inteiro, mas bateu na trave, tentando tirar do goleiro. O sufoco imposto pelo Botafogo ao Fluminense era extremo.

O Flu praticamente não atacava, porém, quando teve uma chance, ficou muito próximo de balançar as redes, com Marcelo cruzando para Marquinhos cabecear na trave a oportunidade.

Só que novamente o Fogão tomou as rédeas da partida e sondou o gol de Fábio até o final do primeiro tempo. Quando os jogadores de ambos os times se desentenderam, causando uma confusão muito mais benéfica para o tricolor.

De tanto martelar, Botafogo faz o gol da vitória com Bastos

A etapa complementar começou de forma muito mais amarrada, o Fluminense passou a adiantar as linhas, congestionar o meio e, assim, sofria menos.

Com 10 minutos de muita briga e quase nenhuma chance, o primeiro lance de perigo do segundo tempo foi do Botafogo. Luiz Henrique fez linda jogada pela esquerda e bateu de fora da área para grande defesa de Fábio.

Depois do equilíbrio inicial o Glorioso passou a dominar. E, de tanto martelar, o Botafogo chegou ao seu gol. Damián Suarez bateu o escanteio e Bastos subiu sozinho para cabecear sem chances para Fábio.

Após o gol, o Fluminense ficou ainda mais desorganizado, buscando o resultado sem produzir chances claras de gol. E o Botafogo, por sua vez, sentou em cima da vantagem, se posicionando para aproveitar um contragolpe que definiria a partida.

Na reta final, sem sofrer com a desorganização absurda do Fluminense, o Botafogo ainda chegou perto do segundo gol, com Júnior Santos arrancando em velocidade e batendo por cima na frente de Fábio.

Após isso, nada mais importante aconteceu e o Botafogo, demonstrando muita superioridade, garantiu a vitória.

Final: Botafogo 1x0 Fluminense

Jogadores do Botafogo comemoram gol
Jogadores do Botafogo comemoram gol (Imagem: Alexandre Cassiano)

Comentários finais da vitória do Botafogo

O Botafogo demonstrou mais uma atuação excelente para o seu torcedor. O placar mínimo em nada tem a ver com o andamento da partida, já que o Glorioso poderia ter vencido até por goleada pelo volume de chances criadas.

Sem perder a sete partidas e jogando bem em todas as áreas do campo, o Fogão segue se colocando entre os favoritos a tudo o que disputa neste ano.

Já o Fluminense, com um time envelhecido, desorganizado e sem inspiração, em nenhum momento assustou o rival, exceto uma cabeçada no susto de Marquinhos na trave.

Se não houver uma correção de rota, mudanças no elenco e um espírito de luta parecido com o do ano passado, a temporada poderá ser muito dolorosa para o torcedor tricolor.

*(Imagem Capa: Rodrigo Ferraz/ZIMEL PRESS)